Rondônia, - 00:26

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
saúde
Medicamento que simula efeitos do fumo do cigarro reduz a capacidade do SARS-CoV-2 de entrar nas células
Publicado Terça-Feira, 21 de Setembro de 2021, às 09:10 | Fonte Sapo.PT 0

 
 

Divulgação

Embora haja estudos a mostrarem que a gravidade da Covid-19 pode ser maior em fumadores, um grupo de investigadores japoneses descobriu agora uma possível explicação para um fenómeno paralelo: o número de casos da doença parece ser inferior nos fumadores

 

Está identificada uma possível razão para o número inferior de casos de Covid entre fumadores, apesar de outros estudos já terem demonstrado que fumar aumenta a gravidade da doença. “Alguma coisa estranha se passava aqui”, diz Keiji Tanimoto, da Universidade de Hiroshima, principal autor do estudo.

 

Sabe-se que o fumo do cigarro contém uma substância que consegue ligar-se e ativar um tipo específico de recetor (estrutura nas células com um propósito específico de se ligar a determinadas substâncias) e foi com base neste conhecimento que os cientistas quiseram tentar perceber o efeito de dois medicamentos que “imitam” os efeitos dos químicos presentes num cigarro, ao ligarem-se a um recetor presente nas células que inibe a produção da proteína ACE2, a que o coronavírus se liga antes de entrar nas células saudáveis e infetálas. Este processo parece diminuir essa capacidade do SARS-CoV-2 de entrar nas células.

 

No estudo, publicado no Scientific Reports, os investigadores começaram por perceber que os níveis mais elevados de expressão genética da ACE2 eram encontrados nas células com origem na cavidade oral, pulmões e fígado.

 

Estas células, foram, então, submetidas a várias doses de um extrato que simula o fumo do cigarro, ao longo de 24 horas. Ultrapassadas várias etapas da investigação, os cientistas quiseram observar o efeito de dois medicamentos que, tal como o fumo, conseguem suprimir a expressão da ACE2 nas células e, desta forma, reduzir a tal capacidade do SARS-CoV-2 de entrar nas células. Um dos medicamentos em causa é o popular omeprazole, usado comumente para tratar úlceras pépticas e refluxo.

 

A equipa vai agora avançar com os ensaios pré-clínicos para confirmar se se demonstra a eficácia dos dois fármacos como tratamento para a Covid-19.

 

Fonte: sapo.pt

 

 



Veja também em INTERNACIONAL


Jornalistas levam Nobel da Paz por preservar liberdade de expressão
Maria Ressa e Dmitry Muratov são vozes defensoras da democracia e contrárias ao abuso de poder, mentiras e propaganda de guerra...


Descobertas científicas
...


PR angolano termina visita de Estado com deslocação à Base Naval em Lisboa
O Presidente de Angola, João Lourenço, termina este sábado, em Lisboa, a sua primeira visita de Estado a Portugal, com a deslocação à Base Naval do Alfeite....


Biden escolhe ex-rival eleitoral Buttigieg como secretário de Transporte
O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, escolheu o ex-rival das primárias democratas Pete Buttigieg......

 
      

2021 - ARIQUEMES ONLINE - Informação Sem fronteiras
© 2007 - 2021 • Ernesto & Eugenio Comunicação

E-mail: [email protected]
Fone: (69) 9 9967-8787 (WhatsApp)
Ariquemes - Rondônia - Brasil

Política de privacidade e uso





 

Publicidade:::

 
 
 
Ariquemes Online