Rondônia, - 06:00

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
Governo coreano apoia produção de materiais industriais essenciais
A estratégia da Coreia é se tornar ''potência econômica''
Publicado Terça-Feira, 10 de Setembro de 2019, às 19:02 | Fonte Agência Brasil 0

 
 

Foto: Jung Yeon-Je/Reuters

O presidente sul-coreano Moon Jae-in teve hoje (10) reunião de gabinete visando a apoiar a produção doméstica de grandes materiais industriais em meio a um conflito comercial com o Japão.

Aumentar a competitividade dos materiais industriais, componentes e outros equipamentos tecnológicos é uma "tarefa estratégica para (se tornar) uma potência econômica", afirmou Moon durante a reunião realizada no Instituto de Semicondutores Pós-Silício do Instituto de Ciência e Tecnologia da Coreia ( KIST) em Seul.

É "uma questão de estabelecer a base da economia sul-coreana além do nível das relações entre a Coreia do Sul e o Japão", acrescentou.

Esta foi a segunda reunião semanal do gabinete de Moon fora do complexo presidencial de Cheong Wa Dae (Casa Azul, residência e escritório do presidente sul-coreano). No final de fevereiro, ele presidiu uma sessão no Museu Kim Koo, em Seul, antes do centésimo aniversário do Movimento de 1º de março de 1919, contra o domínio colonial do Japão.

Ele atribuiu um significado especial à escolha do KIST como local, chamando-o de "berço" do desenvolvimento tecnológico da Coreia do Sul.

Um plano para as indústrias da Coreia do Sul, como construção naval, aço e automóveis, que levaram ao "Milagre no Rio Han", nasceu no KIST, lembrou ele. O "Milagre do Rio Han" é uma expressão que se refere ao acelerado crescimento da Coreia do Sul, incluindo rápida industrialização, avanço tecnológico, boom educacional, aumento exponencial nos padrões de vida e rápida urbanização. 

Moon disse que está determinado a fortalecer a economia da Coreia do Sul para que ninguém possa "abalá-la".

Moon enfatizou a necessidade de inovar o setor manufatureiro local.

Restrições
As restrições de exportação do Japão contra empresas sul-coreanas, que começaram no início de julho, serviram como um alerta para os conglomerados locais, que se apoiaram fortemente nos suprimentos do país vizinho.

Moon apresentou o incentivo a fornecedores locais como uma solução de médio a longo prazo.

"O governo aumentará agressivamente o investimento (no setor)", disse ele.

O governo planeja gastar US$ 4,2 bilhões em projetos relevantes nos próximos três anos.

Como parte dos esforços, o Gabinete aprovou um plano para criar um painel presidencial para aumentar a competitividade da produção sul-coreana de materiais industriais, componentes e outros equipamentos de tecnologia.

Moon disse que o comitê desempenhará um papel central na pressão pela política, que incluiria a revisão da legislação relevante.

Presidido pelo ministro da Economia e Finanças, ele foi projetado para um "impulso sistêmico" por medidas relacionadas, envolvendo também até 50 especialistas civis, disse o governo.

O novo ministro da Justiça Cho Kuk estava entre os participantes da sessão do Gabinete. Moon nomeou Cho na segunda-feira, apesar da forte oposição de críticos que discordam de supostos lapsos éticos e irregularidades envolvendo sua família.

Mais tarde, Moon visitou um centro de serviço civil do governo, instalado na sede da Câmara de Comércio e Indústria da Coréia (KCCI) em Seul, em 22 de julho, para ajudar as empresas sul-coreanas a lidar com os problemas na obtenção de materiais e peças necessários à produção do país. 







Veja também em INTERNACIONAL


Bolívia retoma relações com Israel após 10 anos
Governo boliviano provisório está dando uma guinada radical na “política externa extraviada” da administração Morales...


Luta contra o tempo na Albânia à procura de sobreviventes
A destruição causada pelo sismo na Albânia impõe-se na paisagem urbana das cidades mais afetadas...


Treze soldados franceses morrem em acidente com dois helicópteros no Mali
Treze soldados franceses morreram no Mali num acidente com dois helicópteros durante uma operação de combate contra 'jihadistas', anunciou hoje a Presidência francesa...


Coiotes abrem parte velha do muro e passam caminhão na fronteira entre México e EUA
Um caminhão transportando 16 pessoas conseguiu atravessar uma parte velha do muro feita de metal no Setor de San Diego (CA),.....

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News