Rondônia, - 05:22

 

Você está no caderno - Porto Velho
Porto Velho
Cobranças das concessionárias de água e energia são discutidas na Comissão de Defesa do Consumidor
Além do alto valor cobrado, deputados reclamam do descumprimento de leis que amparam os consumidores
Publicado Terça-Feira, 10 de Setembro de 2019, às 18:47 | Fonte Assembléia Legislativa do Estado de Rondônia 0

 
 

Fotos: José Hilde-Decom-ALE/RO

As cobranças promovidas pelas empresas concessionárias de água e energia, foram debatidas na reunião da Comissão de Defesa do Consumidor (CDC), na manhã desta terça-feira (10), no plenarinho 2 da Assembleia Legislativa, sob a presidência do deputado Aélcio da TV (PP), e com as presenças dos deputados Chiquinho da Emater (PSB), Jair Montes (PTC), Edson Martins (MDB) e Eyder Brasil (PSL). 

Aélcio da TV abriu a reunião tratando da lei estadual 4357/18, fruto de um projeto de lei de sua autoria, que impede a cobrança de tarifa mínima pela empresa concessionária de água e esgotos, aos consumidores de Rondônia. "A lei está em vigor, não houve nenhuma ação contra a sua vigência, mas não tem sido respeitada. O consumidor só deve pagar pelo que consome. Já pensou entrar num supermercado, não comprar nada e ter que pagar uma taxa mínima, só por ter entrado no estabelecimento? Isso é inaceitável e precisa ser cumprido". 

Aélcio explicou que a lei de sua autoria não pode englobar também as empresas de telefonia e de energia, pois essa já seria uma matéria fora da alçada dos deputados estaduais. 

Jair Montes questionou ainda os métodos de aferimento e forma de controle dos relógios (medidores). "A empresa faz o corte sem avisar ao consumidor, fiscalizam à noite e tratam os consumidores como se fossem bandidos. Sem contar o descumprimento de lei, aprovada nesta Casa, que impede o corte em finais de semana e véspera de feriados". 

Edson disse que, além de cobrar uma tarifa cara, os consumidores ainda enfrentam apagões constantes, nas cidades, nos distritos e nas linhas. "Como podemos pagar tão caro e ainda sofrermos com interrupções constantes? Temos que cobrar o plano de trabalho dessa empresa Energisa, para saber o que tem feito e o que vai fazer para melhorar o serviço ao cidadão". 

Aélcio retomou a palavra, observando que a questão da aferição dos medidores é outro problema. "Como dizem no popular: é a raposa cuidando do galinheiro. A empresa afere os medidores que ela mesmo instala. Como isso tem isenção, credibilidade?". 

 

Projeto 

O deputado Aélcio avocou para si a relatoria do Projeto de lei 200/19, de autoria do deputado Jair Montes, que veda às instituições financeiras ofertar e celebrar contrato de empréstimo financeiro com aposentados e pensionistas, por meio de ligação telefônica, no âmbito do Estado de Rondônia.

Texto: Eranildo Costa Luna-Decom-ALE/RO 

 







Veja também em Porto Velho


Prefeitura participa de Encontro de Educação Especial para crianças
O evento que teve o objetivo discutir a educação especial aconteceu nesta quinta-feira (28) ...


Selo Diamante: A maioria das Varas de 1º Grau da Justiça de RO cumpriu metas do CNJ com mais de 100%
Juíza Juliana Brandão e o sistema de monitoramento da CGJ, o Eolis ...


Justiça do Trabalho põe fim à greve no transporte coletivo de Candeias do Jamari/RO por meio de acordo
A greve no transporte coletivo de Candeias do Jamari/RO, deflagrada no último dia 26, foi encerrada na quinta-feira (28) em audiência de conciliação na Justiça do Trabalho...


Hemocentro se prepara para eventos de final de ano
Ação visa preparar hemocentro para atender possíveis solicitações de bolsas de sangue ao município ...

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News