Rondônia, - 18:46

 

Você está no caderno - Economia
Economia
IBGE: cresce abate de bovinos, suínos e frangos
O resultado do segundo trimestre de 2019 para a pecuária mostra que o abate de bovinos no país aumentou 4,1%, o de suínos 5,1% e o de frangos 3,6%, na comparação com o mesmo período de 2018
Publicado Quarta-Feira, 14 de Agosto de 2019, às 11:01 | Fonte Agëncia Brasil 0

 
 

Arquivo/Agência Brasil

O resultado do segundo trimestre de 2019 para a pecuária mostra que o abate de bovinos no país aumentou 4,1%, o de suínos 5,1% e o de frangos 3,6%, na comparação com o mesmo período de 2018. Os dados foram divulgados hoje (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em relação ao primeiro trimestre de 2019, o abate de bovinos cresceu 2,4%, o de suínos subiu 0,7% e o de frangos caiu 1,5%.

No período analisado, foram abatidas 8,08 milhões de cabeças de bovinos, com uma produção total de 2,01 milhões de toneladas de carcaças, uma alta de 3,6% em relação ao primeiro trimestre e de 5,5% em comparação com o segundo trimestre de 2018.

O de suínos chegou a 11,39 milhões de cabeças, chegando ao peso acumulado das carcaças de 1,02 milhão toneladas, uma alta de 2,5% em relação ao trimestre anterior e de 4,3% em relação ao mesmo período do ano passado.

Já o abate de frangos alcançou 1,43 bilhão de cabeças, com peso acumulado de 3,35 milhões de toneladas. Na comparação trimestral, o número representou queda de 1,0% e na comparação anual o acréscimo foi de 0,4%.

A produção de leite cru foi 5,86 bilhões de litros, um aumento de 7,1% em relação ao ano anterior e redução de 5,4% na comparação trimestral.

A aquisição de couro cru bovino foi de 8,39 milhões de peças inteiras no segundo trimestre de 2019, uma queda de 1,1% em relação ao trimestre anterior e aumento de 1% ao registrado no segundo trimestre de 2018.

A produção de ovos de galinha alcançou 930,93 milhões de dúzias, um crescimento de 2% na comparação trimestral e de 5,8% na anual.

Edição: Valéria Aguiar
 







Veja também em Economia


Esquerda busca estratégia para explicar avanço econômico em 2020
O avanço econômico deve promover em 2020 um cenário de reformulação para a oposição ao governo Bolsonaro...


Brasil tem segunda maior concentração de renda do mundo, diz relatório da ONU
Os 1% mais ricos concentram 28,3% da renda total do país, conforme ranking sobre o desenvolvimento humano. Brasil perde apenas para o Catar em desigualdade de renda, onde 1% mais ricos concentram 29% da renda ...


Milho: Contratos futuros iniciam a semana operando em campo misto na Bolsa de Chicago
Por volta das 09h19 (Horário de Brasília),o contrato Dezembro/19 estava precificado a US$ 3,66 por bushel e com uma alta de 0,25 pontos ...


Mulheres estudam mais no Brasil, mas têm renda 41,5% menor que homens, diz ONU
Renda Nacional Bruta per capita da mulher foi de US$ 10.432 em 2018, contra US$ 17.827 do homem. País caiu uma posição no IDH e foi para 79º lugar no ranking com 166 países...

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News