Rondônia, - 08:42

 

Você está no caderno - Rondônia
Acre anuncia construção do 2° Pronto Socorro
Enquanto RO sofre, Acre anuncia construção do 2° Pronto Socorro
Em sete meses, Governo do Acre concluiu hospital na capital, vai entregar uma UPA em Cruzeiro do Sul e um novo hospital no segundo distrito.
Publicado Terça-Feira, 13 de Agosto de 2019, às 08:48 | Fonte Diário da Amazonia 0

 
 

Divulgação / Internet

Enquanto Rondônia sofre com a inércia do governo de Marcos Rocha (PSL) também na área de saúde, com seus hospitais sucateados e entulhados sem que o governo do estado tome uma atitude que vá além de medidas paliativas para resolver o problema do rondoniense que precisa de atendimento hospitalar de verdade, com apenas sete meses de governo, Gladson Cameli (PP), governador do Acre, anuncia a construção do segundo Pronto Socorro em Rio Branco.

Durante o programa “Fale com o Governador”, realizado na manhã desta segunda-feira (12), o governador  acriano fez um importante anúncio com relação a saúde pública do Acre. Segundo o gestor, o objetivo do governo será a construção de um Pronto-Socorro na região do Segundo Distrito da Capital.

“Será construído um PS no Segundo Distrito para desafogar o PS da capital”, declarou Cameli cogitando também, a criação de uma Unidade de Pronto Atendimento (Upa), ao lado do PS.

“Existe a possibilidade ainda de criarmos uma UPA ao lado do PS para resolvermos o problema de filas e superlotação”, salientou.

O Primeiro
O primeiro pronto Socorro do Governo Camelli foi entregue aos Acrianos no início deste mês de agosto. Após quase uma década em obras, o pronto-socorro de Rio Branco foi entregue no dia 06, depois de uma ação do governo do estado para concluir a obra que estava empacada no governo Viana (PT).

A população se aglomerou próximo ao hospital para acompanhar a cerimônia. Dez bolos, representando o tempo que a obra durou, foram enfileirados em cima de mesas em frente a unidade de saúde.

O governador Gladson Cameli afirmou, em discurso, que a entrega da unidade representa a possibilidade das pessoas terem uma atenção de qualidade para cuidar da saúde.

“Tenho a plena consciência que não estamos inaugurando apenas salas, andares, equipamentos e medicamentos. O que estamos fazendo aqui é mais do que dar um passo decisivo em direção ao atendimento de saúde que a nossa população precisa e merece. Estamos fazendo o resgate de mais de um compromisso assumido em campanha”, reafirmou.

Outras obras
Ainda no discurso, o governador acrescentou que vai inaugurar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Cruzeiro do Sul, interior do Acre, no mês de setembro. A obra da unidade está atrasada há quase cinco ano e tem um orçamento de R$ 3,5 milhões.

“Em dezembro, vamos entregar o Into de Traumatologia pronto com 100% funcionando. Se não saiu ainda no Diário [Oficial], vai sair o concurso simplificado para contratar mais profissionais da saúde. Vou lutar todos os dias para que a gente não veja pessoas sofrendo com dor esperando um atendimento”, reforçou.

Atrasos
As obras no Hospital de Urgência e Emergência começaram em 2010, na administração de Binho Marques (PT), e tinham que ser entregues dois anos depois, em 2012. Porém, a reforma, orçada em R$ 20 milhões foi se estendendo e sendo alvo de muitas críticas.

Com estrutura já montada, o novo pronto-socorro seguia sem previsão para entrega. O governo da época, liderado também pelo petista Tião Viana, alegava falhas estruturais no projeto.

Tanto que, em agenda no Acre naquele ano, o ministro da Saúde, Roberto Barros, visitou a obra e disse que ela passaria por uma auditoria do Departamento Nacional de Auditoria do SUS (Denasus). O objetivo, segundo ele, era identificar as falhas no projeto e os recursos que já foram enviados.

No mesmo ano, a Secretaria de Saúde do estado, o governo federal repassou somente R$ 400 mil para o pagamento da primeira medição. Após isso, a empresa contratada teria feito novas medições, mas o Ministério da Saúde não liberou recursos.

Já em abril deste ano, o Ministério Público decidiu abrir um inquérito civil para apurar o andamento da obra, inclusive, o gasto do valor já empregado no novo pronto-socorro. O documento, assinado pela promotora Myrna Mendoza, destacou ainda que a obra chegou a ser “inaugurada” na gestão anterior.

Quando em dezembro do ano passado, o governador inaugurou 33 novos leitos, no quarto andar do novo espaço, mesmo sem que a unidade estivesse funcionando. O anúncio foi feito no próprio site oficial do governo.

Por Redação
 









Veja também em Rondônia


Caixa anuncia financiamento habitacional corrigido pelo IPCA
Nova linha de contratos habitacionais terá taxas reduzidas ...


Mais de 65% dos eleitores fizeram a revisão biométrica em Jaru, RO
Mais de 26 mil eleitores já atualizaram o cadastro. Prazo termina dia 27 de setembro. ...


Presidente Laerte Gomes requer informações da Sesau sobre denúncias referentes ao Hospital Regional de Extrema
Parlamentar também apontou a necessidade urgente do órgão providenciar instalação do aparelho de Raio-X na unidade de saúde ...


Agentes descobrem buracos em celas e evitam fuga em massa
Atualmente, no presídio Urso BrancoNa terça-feira (20), Agentes Penitenciários estão os apenados que eram do Presídio Médio Porte (Pandinha) ...

 


ads2507



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News