Rondônia, - 11:44

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
Presidente dos Estados Unidos condena supremacia branca após ataques
Trump culpou doenças mentais e videogames pelos massacres
Publicado Terça-Feira, 6 de Agosto de 2019, às 08:03 | Fonte Agëncia Brasil 0

 
 

Isac Nóbrega/PR

Em meio a críticas, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, condenou os ataques a tiros no Texas e Ohio como crimes bárbaros contra a humanidade, além de culpar doenças mentais e videogames pelos massacres. Ele não mencionou mudanças na legislação que facilita o acesso a armas de fogo.

"Com uma só voz, nossa nação deve condenar o racismo, o fanatismo e o supremacismo branco", disse Trump em pronunciamento na Casa Branca após os tiroteios do fim de semana, que deixaram 30 mortos.

O presidente mencionou que o atirador de El Paso, que abriu fogo de maneira indiscriminada num shopping da cidade localizada na fronteira com o México, "publicou um manifesto na internet repleto de ódio racista".

Alvo constante de críticas por utilizar retórica agressiva contra a imigração e, em consequência, presumivelmente alimentar uma onda de violência, Trump respondeu às insatisfações dos oposicionistas, mostrando-se "indignado e enojado" pelos massacres do fim de semana. No entanto, não respondeu diretamente às acusações de que seus próprios comentários racistas possam ter contribuído para o aumento das tensões raciais.

"Essas ideologias sinistras devem ser derrotadas. O ódio não tem lugar na América. O ódio distorce a mente, destrói o coração e devora a alma", acrescentou Trump.

O republicano afirmou que os condenados por crimes de ódio devem receber "pena de morte" com execuções "rápidas". Além disso, frisou que "a doença mental e o ódio são os que apertam o gatilho, não a pistola", numa clara defesa ao direito ao porte de armas nos EUA.

Após o pronunciamento, democratas acusaram Trump de se esconder atrás de um discurso sobre saúde mental, em vez de se comprometer a endurecer a legislação sobre armas no país como meio de combater a violência e evitar massacres como os recentes.







Veja também em INTERNACIONAL


Coiotes abrem parte velha do muro e passam caminhão na fronteira entre México e EUA
Um caminhão transportando 16 pessoas conseguiu atravessar uma parte velha do muro feita de metal no Setor de San Diego (CA),.....


Desalojados vão ficar em hotéis durante o inverno
É a segunda noite passada em tendas improvisadas...


VFP Orlando realiza Festa de Encerramento de ano letivo
Mais de 60 crianças participaram das atividades ...


Akon apresenta moeda na Web Summit
Akon é um músico norte-americano de origem senegalesa que, além das canções, tem outras ideias, como a de criar uma criptomoeda para dinamizar os jovens de África...

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News