Rondônia, - 03:49

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
Greve e protestos com 14 mil pessoas paralisam Hong Kong
Motoristas, funcionários públicos, comissários de bordo e pilotos, entre outros, decidiram fazer greve, garantindo que telefonariam para dizer que estavam doentes
Publicado Segunda-Feira, 5 de Agosto de 2019, às 14:22 | Fonte Agëncia Brasil 0

 
 

REUTERS/Tyrone Siu/Direitos Reservados

Motoristas, funcionários públicos, comissários de bordo e pilotos, entre outros, decidiram fazer greve, garantindo que telefonariam para dizer que estavam doentes. Assim começou hoje (5) a nona semana consecutiva de protestos em Hong Kong.

Mais de 14 mil pessoas de 20 setores laborais aderiram aos protestos. Vários ativistas invadiram as principais estações de Metrô, impedindo a partida das composições.

Os distúrbios também se verificaram no aeroporto internacional de Hong Kong, um dos mais movimentados do mundo e mais de 200 voos foram cancelados. A maioria dos voos cancelados é de operadoras locais como a Hong Kong Airlines e a Cathay Pacific.

Entre os manifestantes, encontram-se também funcionários públicos. Por outro lado, várias lojas e serviços também fecharam nesta segunda-feira por conta dos efeitos da paralisação.

A chefe do governo autônomo de Hong Kong, Carrie Lam, disse que os protestos estão empurrando a cidade para uma situação muito perigosa.

Carrie Lam acusa os manifestantes de provocarem a desordem pública num dia de greve geral que  paralisou por completo os serviços de transporte.

A polícia de Hong Kong voltou a lançar gás lacrimogêneo sobre a população. Desde que os protestos começaram, há dois meses, já foram detidas mais de 400 manifestantes, que exigem a independência em relação à China.


 

Edição: Kleber Sampaio
 







Veja também em INTERNACIONAL


Em dia de aniversário da Constituição, PSOE e PP calam propostas reformistas para travar Vox
A prioridade é “cumprir” a lei fundamental, “ajudando a formar Governo”, defendem os socialistas. “Na atual configuração das Cortes, o que se impõe é a defesa da Constituição porque ela pode sofrer ataques sérios”, dizem os populares. Em causa está...


O herói do ataque na London Bridge chama-se John, tem 48 anos e está em liberdade condicional
John Crilly foi condenado por um assalto e um homicídio em Manchester. Tinha saído da prisão em liberdade condicional no ano passado, após admitir a autoria dos crimes. Foi o herói de serviço no ataque ocorrido na London Bridge, há uma semana...


Greve geral em França. Sob pressão, Governo acelera negociações
França está mesmo em greve geral contra a revisão do sistema das pensões de reforma. Depois do êxito de mobilização do primeiro dia de greve (800 mil pessoas nas ruas, segundo números oficiais), hoje é dia de assembleias gerais por todo o país. Gre...


Turquia e Líbia devem respeitar lei internacional após acordo de fronteiras marítimas - UE
“Estamos a estudar o texto para ver as suas implicações”, salientou Peter Stano, porta-voz do Alto Representante para a Política Externa e de Segurança da União Europeia, na conferência de imprensa diária da Comissão...

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News