Rondônia, - 00:56

 

Você está no caderno - POLÍTICA
Política
Bolsonaro se solidariza com Danilo Gentili após condenação
Jair Bolsonaro se manifestou no Twitter, na manhã de quinta (11), sobre a condenação de Danilo Gentili pela 5ª Vara Federal Criminal de São Paulo a seis meses e 28 dias de prisão em regime semiaberto por injúria à deputada federal Maria do Rosário (PT-RS).
Publicado Quinta-Feira, 11 de Abril de 2019, às 16:35 | Fonte Veja.com 0

 
 

© Reprodução


Jair Bolsonaro se manifestou no Twitter, na manhã de quinta (11), sobre a condenação de Danilo Gentili pela 5ª Vara Federal Criminal de São Paulo a seis meses e 28 dias de prisão em regime semiaberto por injúria à deputada federal Maria do Rosário (PT-RS).

“Me solidarizo com o apresentador e comediante Danilo Gentili ao exercer seu direito de livre expressão e sua profissão, da qual, por vezes, eu mesmo sou alvo, mas compreendo que são piadas e faz parte do jogo, algo que infelizmente vale para uns e não para outros”, escreveu.

 

 

O humorista poderá recorrer da sentença em liberdade. No Twitter, ele ironizou a decisão, perguntando “Quem vai me levar cigarro?”.

Em nota, o advogado de Gentili, Rogério Cury, afirmou na noite de quarta (10) que a defesa ainda não tomou conhecimento da decisão. “A defesa ainda não foi intimada da decisão e desconhece o seu conteúdo, mas, ao longo do processo a prova produzida foi clara no sentido da absolvição de Danilo Gentili. Portanto, a notícia da condenação causa espanto, em especial, por se tratar de hipótese que pode atingir a liberdade de imprensa e criminalizar o humor. Havendo a devida e necessária intimação da sentença, a defesa recorrerá e confia que as instâncias superiores modificarão a sentença“, disse.

Em 2016, o apresentador do SBT publicou uma série de tuítes chamando a deputada de “falsa”, “cínica” e “nojenta”. Ao receber uma notificação extrajudicial pedindo que apagasse as mensagens, o humorista gravou vídeo rasgando o documento e colocando-o dentro das calças.

 

 









ADS NEWS 5

Veja também em POLÍTICA


Caso Queiroz: como estão as investigações sobre ex-assessor de Flávio Bolsonaro?
A apuração do Ministério Público do Rio de Janeiro sobre movimentações financeiras suspeitas de Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (PSL), vai completar 500 dias no próximo sábado, mas ainda não há conclusão a respeito do caso...


MP diz que Flávio Bolsonaro ‘direciona esforços para interromper investigações’
O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) afirmou que o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) tem direcionado seus esforços para tentar interromper investigações sobre movimentações financeiras atípicas em seu gabinete de deputado estadual no Rio e...


'Sistema de capitalização proposto não deve passar', diz Maia
Para o presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ), o sistema de capitalização para a previdência social não será aprovado pela Casa, se mantido como o proposto pelo governo federal. ...


Mendes sobre Sérgio Moro em 2010: se acha ''acima da própria Justiça''
...

 




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News