Rondônia, - 18:52

 

Você está no caderno - CIÊNCIA E SAÚDE
bactéria Salmonella nos frangos da brf
BRF vai recolher quase 165 toneladas de frango em todo o Brasil
A carne foi produzida nos dias 30 de outubro de 2018 e 05, 06, 07, 09, 10 e 12 de novembro de 2018 na unidade de Dourados (MS). O recolhimento do produto ocorre “em decorrência de possível presença de bactéria Salmonella enteritidis”.
Publicado Quarta-Feira, 13 de Fevereiro de 2019, às 11:19 | Fonte da Redação 0

 
 

Tereré News

O recolhimento do produto ocorre “em decorrência de possível presença de bactéria Salmonella enteritidis”.

A BRF anunciou campanha de recolhimento de aproximadamente 164,7 toneladas de carne de frango in natura destinadas ao mercado doméstico e a retirada preventiva de aproximadamente 299,6 toneladas destinadas ao mercado internacional, segundo comunicado ao mercado, totalizando 464,3 toneladas.

 

 

A carne foi produzida nos dias 30 de outubro de 2018 e 05, 06, 07, 09, 10 e 12 de novembro de 2018 na unidade de Dourados (MS). O recolhimento do produto ocorre “em decorrência de possível presença de bactéria Salmonella enteritidis”.

 

 

A BRF informou que destacou um grupo de especialistas para investigar as origens deste único caso para garantir a adoção das medidas apropriadas para evitar recorrência. O caso e o recolhimento de produtos foram formalmente reportados para as autoridades brasileiras, entre elas, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - MAPA e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA, tendo acordado com esta última as bases do recolhimento voluntário.

 

 

A “Bactéria Salmonella não resiste ao tratamento com calor, ou seja, os processos tradicionais de cozimento são suficientes para eliminar qualquer potencial perigo causado pela presença da bactéria”, disse a companhia.

 

 

O Itaú BBA ressalta em nota que esta é uma notícia negativa para a BRF, ainda que o volume total seja insignificante (0,03% do mercado interno e 0,02% do mercado internacional). Isso porque mostra que a BRF ainda tem problemas de salmonela que levam anos para ser resolvidos, enquanto que lguns mercados de exportação (como a Europa) têm quase zero tolerância à presença de salmonelas, o que dificulta a retomada das exportações. Por outro lado, a maneira como a companhia agiu foi a melhor possível nesse cenário: "a longo prazo, é provável que ajude a empresa a recuperar a imagem de controle de qualidade", afirmam os analsitas do banco.

 

As informações são do Infomoney.

 

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em CIÊNCIA E SAÚDE


Rondônia registra mais de 2 mil casos de malária em apenas quatro meses
O levantamento apontou ainda que os municípios com maior índice da malária no estado são Porto Velho com 890 casos, Candeias do Jamari com 472, Itapuã com 85, Guajará-Mirim...


Saneamento básico ainda não é prioridade em Rondônia
Falta visão sobre o problema; faltam projetos para buscar recursos; falta vontade de solucionar o problema....


Doação de leite materno visa ampliar estoques em todo o Brasil
Com o slogan “Doe Leite Materno, alimente a vida”, a campanha de doação de leite visa sensibilizar as gestantes e as mulheres que amamentam a fazerem doações durante todo o ano...


Sobe para 1.203 número de casos de síndrome respiratória aguda grave no AM
Dado foi divulgado na 25ª edição do Boletim Epidemiológico da FVS-AM....

 




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News