Rondônia, - 11:41

 

Você está no caderno - Artigos
O contexto migratório
O contexto migratório
O contexto migratório Desde que frei Gaspar de Carvajal escreveu os primeiros registros sobre a Amazônia a região nunca mais deixou de..
Publicado Quinta-Feira, 6 de Setembro de 2018, às 05:51 | Fonte Carlos Sperança 0

 
 

 

O contexto migratório

Desde que frei Gaspar de Carvajal escreveu os primeiros registros sobre a Amazônia a região nunca mais deixou de ser sempre estudada, apresentando novos fatos, muitos dos quais surpreendentes. Ainda hoje, novas descobertas confirmam o que se escreveu sobre ela, em relatos de viagem, expedições científicas e planos governamentais.

A nova realidade colombiana trazida pela negociação que levou a mais duradoura guerrilha a migrar para a política tradicional isolou os setores ligados ao crime que antes se escondiam sob a capa de guerrilheiros.

Com o Estado colombiano se concentrando no combate ao crime, são empurrados para as fronteiras e os confins da floresta transnacional. Já a nova e triste realidade venezuelana é a da procura dos mais desamparados pela oportunidade de trabalhar e viver sem tantos sobressaltos.

Frente à história antiga e à realidade contemporânea, que se desenrola às nossas vistas no dia a dia, forçoso é concluir que não há como falar da Amazônia sem considerar as migrações.

É o que defende a professora Márcia Oliveira, ao afirmar que as tensões apresentadas por essas novas realidades requerem “leitura e interpretação da Amazônia, tendo por base a dinâmica da mobilidade humana na região, ou seja, o contexto migratório”. É uma voz a ser ouvida.

…………………………………

PIB retraiu

O IBGE mediu um PIB de 2,3 (índice de crescimento econômico) em Rondônia, taxa superior à média nacional, mas bem inferior ao crescimento rondoniense na década passada, quando o estado atingiu 11 por cento. Eram os tempos da construção das usinas e ainda nem tinha chegado a cheia histórica, aquele desastre natural que nocauteou Porto Velho.

Em discussão

A Comissão de Infra-estrutura do Senado, a pedido da bancada amazônica, voltou a debater, em audiência publica, a questão da BR- 319, que liga Porto Velho a Manaus. O tema voltou à pauta, mas as mais importantes definições a respeito da continuidade da obra – travada pelos embargos ambientais – só devem acontecer mesmo no ano que vem.

As propostas

Na esfera das eleições a presidência abundam as propostas populistas, desde a quitação das dividas de todo mundo no Serasa (Ciro Gomes) ao auxílio-gás (de Geraldo Alckmin). Tem outras também para jogar para a plateia, como a de Boulos, de extinguir o reajuste dos ministros do Supremo com efeito cascata para juízes e desembargadores. Neste, caso é mais fácil galinha criar dentes.

Em Rondônia

Em Rondônia várias propostas, algumas muito parecidas, despontam na campanha eleitoral deste ano entre os governadoraveis. As mais presentes são sobre a industrialização, a geração de empregos e a regularização fundiária. Também tem aquela da criação de novos municípios, que depende mais do Congresso Nacional do que dos governantes rondonienses.

Nossas fronteiras

Durante recente programa eleitoral o candidato ao Senado Confúcio Moura (MDB) mostrou sua preocupação com a situação de nossas fronteiras  desguarnecidas com os países vizinhos facilitando as transações dos cartéis do tráfico de drogas e armamentos. A segurança nas divisas será uma de suas propostas no Senado, visando sensibilizar o novo presidente.

 







Veja também em Artigos


O caldeirão de Brasília + Mesa de negociações + Melhor ano de Hildon + Redução salarial
Antes mesmo de assumir, o ministro Paulo Guedes estava disposto a pôr abaixo a Zona Franca de Manaus...


O Dia da Caça + Nossos prefeitos + A desmoralização do PSL + As conversações políticas
Se não fosse por um acidente em que fraturou o quadril, poucos saberiam que o então rei Juan Carlos I da Espanha gostava de caçar elefantes em Botsuana,.....


Empreendedores têm receita para fazer estado e país crescerem + Aliança: quem vai mandar em Rondônia? + Custo da energia: Sebrae entra na briga
MAIS VALORIZAÇÃO, MENOS BUROCRACIA: EMPREENDEDORES TÊM RECEITA PARA FAZER ESTADO E PAÍS CRESCEREM ...


Projeto Amazônia+21 + Parada difícil para Laerte Gomes + Hildon e seu jogo de estratégia
Brasília, 30 de outubro, Confederação Nacional da Indústria (CNI), abertura do projeto Amazônia+21...

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News