Rondônia, - 01:53

 

Você está no caderno - Artigos
Combate à criminalidade
Combate à criminalidade, um grande desafio em 2019
O Anuário de Segurança Pública apontou de 2015 a 2016 um aumento de 12,82% de crimes violentos.
Publicado Terça-Feira, 7 de Agosto de 2018, às 08:59 | Fonte Marcelo Freire 0

 
 

 

O combate à criminalidade em Rondônia será um dos maiores desafio do próximo governador. O tema passou bem distante da apresentação feita pelo Tribunal de Contas do Estado aos candidatos ao governo do Estado, na última sexta-feira em Porto Velho, mas os números apresentados durante a exibição estão no estudo elaborado com base em informações repassadas pelo Mapa da Violência.

Rondônia, em 2017, apresentava um déficit de mais de 2,6 mil vagas e centenas de ordens de prisão pendentes de execução pela Justiça. O Anuário de Segurança Pública apontou de 2015 a 2016 um aumento de 12,82% de crimes violentos. As estatísticas de mortes violentas intencionais e casos de estupro são preocupantes. Crimes por roubo e furtos de veículos também dispararam.

O orçamento reservado na Segurança Pública não é suficiente para atender às necessidade no Estado, embora o Estado tenha investido alto na construção de novos presídios na capital e interior. O número de homicídios este ano disparou juntamente com os casos de agressões contra mulheres. As delegacias, embora estruturadas e com efetivo aparentemente razoável, ainda enfrentam problemas de comunicação.

Não há dúvidas que o governo terá de receber apoio do Governo Federal para amenizar o atual cenário de insegurança. A participação de setores ligados com os problemas da segurança pública é de fundamental importância, caso a ajuda do Governo Federal não se concretize.

A atuação do Exército na fronteira é de outro ponto importante para frear o ingresso da droga boliviana em território rondoniense. A insegurança também tem migrado para o interior e a principalmente à zona rural dos pequenos e grandes municípios de Rondônia. Nos últimos meses de 2018 os leitores do Diário ficaram impressionados com o número de casos de violência ocorridos na zona rural, principalmente no envolvimento de jovens e desaparecimento de agricultores, além de confrontos entre invasores de fazenda e a Polícia Militar.

A segurança pública é um grande desafio para os governos e precisa ganhar importância nos debates durante o processo eleitoral. A população precisa de uma resposta para ontem para o avanço da violência, impulsionada nos últimos dias em função da crise econômica enfrentada pelo Brasil. A população de desempregados, muitas das vezes, fica refém dos criminosos e por ausência de visualizar uma esperança no final do túnel acabam migrando para o mundo do crime e gerando mais problemas para o estado administrar.

 









Veja também em Artigos


Os boicotes internacionais + Cidade desunida + Pólos regionais + Só apelando...
Os ataques do governo à imprensa, ongs e “interesses estrangeiros” provocaram lamentáveis casos de boicote aos produtos brasileiros no exterior...


O Brasil não vai mudar + Bagattoli fora do PSL + O protesto do governador + Começa o sínodo da Amazônia
INFELIZMENTE, O BRASIL NÃO VAI MUDAR. ESTAMOS PERDENDO DE GOLEADA PARA OS QUE QUEREM MANTER O ATRASO ...


Frutos da riqueza + A dominação de Confúcio + Cara tapa + Bases anticrime
Por uma dupla questão de economia e saúde, colher os lucros dos saborosos frutos amazônicos será infinitamente mais vantajoso e......


Os donos do Brasil e da Amazônia querem é nos manter na pobreza + Nossa passarela é destaque nacional + Quem seguirá Bolsonaro?
NÃO AO NOSSO FUTURO! O QUE OS DONOS DO BRASIL E DA AMAZÔNIA QUEREM MESMO É NOS MANTER NA POBREZA ...

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News