Rondônia, - 06:23

 

Você está no caderno - Tecnologia e Vida Digital
Tecnologia
Facebook encerra projeto de drone que levaria rede celular a áreas destruídas
Publicado Terça-Feira, 10 de Julho de 2018, às 06:56 | Fonte Olhar Digital 0

  
 
 

(Foto: Reprodução/The Verge)

 

O Facebook anunciou o fim de mais um de seus projetos para levar internet a áreas remotas ou com problemas. Além do drone Aquila, a empresa também encerrou o seu helicóptero não tripulado Tether-tenna, criado para substituir sinais de celulares em áreas de emergência. O plano, que foi demonstrado na conferência F8 2017, foi abandonado poucos meses após sua aparição pública.

De acordo com a publicação do The Verge, o próprio Facebook anunciou o fim dos seus planos de desenvolver um drone no formato de helicóptero. “O Tether-tenna foi um projeto de prova de conceito que estávamos avaliando quando o discutimos na F8 no início de 2017”, afirmou um porta-voz da empresa. A executivo confirmou ainda que o projeto foi abandonado à medida que a empresa preferiu focar seus esforços nos programas Terragraph, de ondas milimétricas e de estações de plataforma de alta altitude (HAPS, em inglês).

A ideia por trás do Tether-tenna era levar comunicação para áreas onde o sinal de celular tivesse sido afetado por catástrofes. Para isso, a aeronave precisava apenas se conectar a uma rede de fibra óptica e a cabos de energia antes de levantar voo. Uma vez nos ares, o drone começaria a fazer transmissões para a população das áreas afetadas.

Apesar do destaque dado à aeronave, o Facebook era responsável apenas pelo fornecimento das antenas do projeto “Tether-tenna”. Já o drone era construído pela startup Everfly, cujo o ex-CEO, Mikell Taylor, confirmou que a empresa de Mark Zuckerberg simplesmente abandonou o projeto após a demonstração na F8. As pessoas envolvidas no projeto tentaram até salvar a ideia do drone para fins comerciais, mas o time acabou desfeito após não conseguir êxito.

Recentemente, o Facebook também anunciou o fim do seu projeto Aquila: um drone do tamanho de um Boeing 737, que levaria internet para áreas remotas. O encerramento da iniciativa também causou o fechamento da startup responsável pelo desenvolvimento e que havia sido comprada por Mark Zuckerberg meses antes. A partir de agora, a rede social pretende focar em parcerias com outras companhias para realizar suas ambições.

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Tecnologia e Vida Digital


Iron Man VR: o game de realidade virtual que quase te transforma em Tony Stark. Confira o vídeo!
Jogo chega ainda em 2019 para o Playstaton VR...


Desenvolvedores chineses denunciam exploração trabalhista no fórum do GitHub
Reclamações focam na jornada excessiva de trabalho das 9h às 21h durante seis dias por semana; autores das denúncias acusam algumas das maiores e mais conhecidas empresa, como a Huawei...


Twitter remove vídeo de Donald Trump que continha faixa de filme do Batman
Parece que a campanha presidencial de Donald Trump para 2020 já começou — e com pequenos imprevistos. ...


Microsoft adiciona opção intermediária de processador Intel para o SurfaceBook2
A nova versão está disponível pelo preço de U$1.499...

 




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News