Rondônia, - 02:19

 

Você está no caderno - Notícias da Região Norte
Governo
Ministério Público abre programação do mês da mulher
No mês em que se celebra o Dia Internacional da Mulher, o Ministério Público do Acre (MPAC) abriu oficialmente sua programação nesta segunda-feira, 5.
Publicado Terça-Feira, 6 de Março de 2018, às 06:00 | Fonte Governo do Acre 0

 
 

Uma das atividades foi uma roda de conversa sobre “A conquista do espaço feminino nas instituições públicas (Foto: Val Fernandes/Secom)

 

No mês em que se celebra o Dia Internacional da Mulher, o Ministério Público do Acre (MPAC) abriu oficialmente sua programação nesta segunda-feira, 5. A instituição promoverá atividades como forma de homenagear, celebrar, confraternizar e também refletir sobre a importância da mulher na sociedade.

A programação foi aberta pela procuradora-geral de Justiça, Kátia Rejane, e contou com a presença de mulheres como a vice-governadora do Acre, Nazareth Araújo, a vice-prefeita, Socorro Neri, como também de outras mulheres representantes de instituições como a Polícia Federal, Procuradoria Geral do Estado, Universidade Federal do Acre, secretarias de estado e do município, entre outras.

Palestras, lançamento de campanhas, debates, sessões de filmes, atendimentos estéticos e atividades físicas oferecidos pelo Centro de Especialidades em Saúde (CES), bem como apresentações lúdico-culturais, são algumas das atividades que serão desenvolvidas durante o mês.

Kátia Rejane aproveitou também para lançar o selo comemorativo e a campanha “Falar para Empoderar”, de enfrentamento à violência doméstica, e fez a apresentação do Projeto Acolhimento Institucional, que acompanha mulheres em situação de violência doméstica.

Roda de conversa

 

 

 

Palestras, lançamento de campanhas, debates, sessão de filmes, atendimentos estéticos e atividades físicas são algumas das atividades que serão promovidas no mês de março (Foto: Val Fernandes/Secom)

 

 

 

 

A instituição também promoveu uma roda de conversa sobre “A conquista do espaço feminino nas instituições públicas”. Durante a conversa, Nazareth Araújo frisou que a violência contra as mulheres constitui uma das principais formas de violação dos seus direitos humanos, atingindo-as em seu direito à vida, à saúde e à integridade física.

“Apesar de ser um fenômeno que atinge grande parte das mulheres em diferentes partes do mundo, é necessário o envolvimento de todos para que possamos criar condições para levar à sociedade essa discussão, propor soluções para minimizar as dores das mulheres que sofrem violência e buscar mecanismos de controle social”, afirmou Nazareth Araújo.

A secretária de Políticas para Mulheres, Concita Maia, enfatizou que o estado precisa da união de todos para trabalhar as políticas de enfrentamento à violência contra a mulher. “Somente assim, com as instituições unidas e a sociedade civil, podemos fazer um enfrentamento eficiente e eficaz na construção de uma sociedade verdadeiramente saudável e harmoniosa, baseada no respeito às diferenças e em especial às mulheres.”

 







Veja também em Notícias da Região Norte


Justiça cancela concessão de rádio da família Barbalho no Pará
Rádio foi de Jader Barbalho até 2017 e agora é controlada por filhos...


Centro socioeducativo Aquiry realiza programação de natal
...


Espaço Tecnológico Guamá inaugura espaço voltado ao empreendedorismo
O Parque de Ciência e Tecnologia Guamá (PCT Guamá), em Belém, ganhou um novo prédio para solidificação das ações de incremento ao desenvolvimento socioeconômico do Estado, o Espaço Empreendedor. ...


Saúde realiza pesquisa sobre leishmaniose em Assis Brasil
Uma equipe da Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre), em ação conjunta com o Ministério da Saúde (MS) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), realizou na última semana uma atividade de pesquisa, investigação e capacitação com foco em leishmaniose visc...

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News