Rondônia, - 22:43

 

Você está no caderno - Notícias da Amazônia
PROTEÇÃO AMBIENTAL
Emater promove webinar para apresentar propostas à equipe técnica; iniciativa visa preservar florestas
Buscando inovações tecnológicas para desenvolver e aprimorar os atuais modelos de negócio, o Governo de Rondônia, por meio da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater)...
Publicado Quinta-Feira, 8 de Abril de 2021, às 13:29 | Fonte Ascom Governo de Rondônia 0

 
 

Fotos: Ananda Carvalho

Buscando inovações tecnológicas para desenvolver e aprimorar os atuais modelos de negócio, o Governo de Rondônia, por meio da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), realizou nesta semana uma webinar, que reuniu técnicos da Emater, da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri) e da Superintendente Estadual de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi) para apresentação de uma ideia que vai ao encontro das cadeias produtivas de Rondônia, por intermédio de uma startup.

 

No evento on-line, a startup (empresa emergente) apresentou uma proposta para incentivar a adoção de florestas por empresas e grandes grupos mundiais que demonstram sua preocupação com a preservação do meio ambiente. O projeto, que leva o nome Adote uma Floresta, busca apoio de pequenos agricultores familiares para minimizar o desmatamento e queimadas na Amazônia.

 

A startup é uma plataforma digital, criada em Rondônia, com incentivo do Governo de Rondônia com o objetivo de conectar o proprietário de terra e investidores interessados em preservar a Amazônia. Fabio Marques, representante da startup que fez a apresentação aos técnicos, explica que a empresa trabalha em um marketplace, forma mais barata, fácil e rápida de empreendimentos on-line e que a princípio farão o cadastramento dos produtores interessados. “Através de uma plataforma digital os pequenos produtores rurais poderão acessar e fazer os pré-cadastro, enviar documentos que serão checados e validados para que possam ser adotados nas suas áreas de mata nativa”.

 

A empresa emergente recebe incentivo do Poder Executivo, por meio da Sedi, com o objetivo de fomentar o movimento dessas startups que estão surgindo no Estado. Segundo o coordenador de Ciência, Tecnologia e Inovação, Alexandre Mori, a Superintendência tem trabalhado de forma bastante intensiva a fim de acelerar esses processos e a reunião realizada com os técnicos da Emater vai ajudar a apresentar e divulgar a proposta em todo o Estado. “A nossa iniciativa é de sempre de valorizar os empreendedores locais e todas essas soluções que estão surgindo em Rondônia, e nós, como Governo, buscamos apoiar e dar condições para que eles se desenvolvam.”

 

Para a coordenadora de Comércio Exterior da Sedi, Glenda Hara, a Superintendência tem por foco dar apoio para os empresários. “A ideia dessa startup vai ao encontro dos fomentos das cadeias produtivas de Rondônia e nosso objetivo é fazer com que o projeto chegue aos investidores, que é a outra ponta principal do projeto, para que eles possam investir na preservação das nossas florestas e evitar a continuidade do desmatamento.”

 

Luciano Brandão, diretor-presidente da Emater, achou muito interessante a ideia e, com a capilaridade que a Entidade tem no Estado, consegue fazer o elo entre o pequeno produtor rural e as pessoas que pretendem colocar recursos financeiros para que o a floresta nativa seja preservada na propriedade, evitando assim as queimadas e o desmate. “Inicialmente a Emater, a pedido do Governo do Estado, vai ajudar com a divulgação e cadastramento dos produtores, mas quem vai fazer esse elo de análise, se o produtor se enquadra nas transações financeiras, que no futuro poderão ocorrer, será a própria startup.”

 

Luciano explica ainda, que o projeto vai beneficiar o produtor rural que já está preservando, se adequando à legislação ambiental vigente, e que não recebe nada para manter essa preservação.”Entendemos que essa vantagem para o pequeno produtor surge como mais uma fonte de renda, além de contribuir para diminuir drasticamente o desmatamento, uma vez que o produtor é o principal guardião da floresta, já que é ele está lá na propriedade e é ele que fiscaliza”.

 

Por fim, Luciano diz ser essa uma ideia muito favorável e o que é mais gratificante é saber que essa startup surgiu no Estado. Uma empresa genuinamente de Rondônia, que está sendo criada por alguns investidores com apoio do Poder Executivo Estadual e espera que, após o cadastramento dos produtores rurais os resultados já comecem a aparecer.

 




Veja também em Notícias da Amazônia


Homem que gravou vídeo abusando de criança e postou na internet é preso durante operação da PF no Acre
Material pornográfico foi achado no celular do suspeito, segundo a PF. Sem nenhum receio, o material com imagens do crime foi divulgado nas redes sociais. ...


Polícia Militar prende 17 pessoas no final de semana
Em Manaus, 17 pessoas foram presas pela Polícia Militar do Amazonas (PMAM) neste final de semana......


Agenda dos candidatos a prefeito de Cuiabá nesta terça-feira (10)
Município tem oito candidatos a prefeito. Votação acontece no dia 15 de novembro. ...


MP recomenda que candidatos cumpram medidas para evitar contágio por Covid-19 em RR
Recomendação publicada no Diário de Justiça Eletrônico, diz que reuniões políticas presenciais só podem ser realizadas se obedecerem às regras sanitárias, como lotação máxima de 200 pessoas. ...

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News