Rondônia, - 09:54

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
Trump anuncia que vai banir Tik Tok
A popular aplicação de vídeos curtos Tik Tok é o novo alvo do Presidente norte-americano.
Publicado Sábado, 1 de Agosto de 2020, às 08:39 | Fonte Expresso 0

 
 

DREW ANGERER / GETTY IMAGES

A 3 de novembro próximo, Donald Trump tentará obter um segundo mandato como Presidente dos Estados Unidos

 


Uma aplicação de vídeos que faz sucesso sobretudo entre os jovens está na mira do Presidente norte-americano: "No que diz respeito ao TikTok, estamos banindo-os dos Estados Unidos", garantiu Trump aos jornalistas que, com ele, viajavam esta sexta-feira bordo do Air Force One, o enorme avião presidencial norte-americano. Citado pela CNN, Trump disse que poderia usar poderes económicos de emergência ou mesmo uma ordem executiva para cumprir a promessa, mas não deixou que ordem seria essa e que obstáculos legais poderia enfrentar. "Eu tenho essa autoridade", concluiu.

No início da sexta-feira, a equipa presidencial destacada dentro do governo Trump para acompanhar os desenvolvimentos relativos ao futuro do Tik Tok no país aguardavam que o Presidente assinasse uma ordem para forçar a ByteDance - empresa chinesa proprietária da rede social - a vender as operações nos EUA. O argumento invocado pelos colaboradores de Trump é de que o TikTok, por ser de propriedade estrangeira, nomeadamente chinesa, pode ser um risco à segurança nacional.

Já o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, disse aos jornalistas esta semana na Casa Branca que estavam a ser tomadas medidas para alterar a situação. Entretanto, a Microsoft estará em negociações com a ByteDance para adquirir o TikTok, de acordo com informações avançadas esta semana pelo "New York Times", citando citando uma fonte próxima do negócio.

A aquisição, no entanto, não parece capaz de satisfazer Donald Trump, que rejeitou a ideia de que um possível acordo elimine as suas preocupações com a segurança nacional dos Estados Unidos. O Tik tok conquistou grande popularidade nos EUA e em outros países ocidentais, tornando-se mesmo a primeira rede social chinesa a ganhar dimensão significativa com usuário junto dos utilizadores fora de seu país de origem. Terão sido realizados 315 milhões de dowloads nos primeiros três meses deste ano, mais do que qualquer outra aplicação, de acordo com a empresa de análise Sensor Tower, citada pela CNN.

Mas os críticos do TikTok receiam que os dados coletados sobre seus utilizadores nos EUA possam acabar nas mãos do governo chinês, embora o TikTok tenha dito que armazena os seus dados fora da China. Especialistas em segurança informática garantem que o risco potencial para a segurança nacional é teórico.

 







Veja também em INTERNACIONAL


Furacão Isaías baixa para tempestade tropical mas autoridades mantêm alertas
O furacão Isaías baixou de intensidade, passando a tempestade tropical, depois de passar pelo estado norte-americano da Carolina do Norte, anunciou o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos. ...


Primeiro-ministro libanês denuncia ''perigosa escalada'' junto à fronteira com Israel
''Israel violou uma vez mais a soberania do Líbano (...) durante uma perigosa escalada militar'', acusou Hassan Diab, na primeira reação do Governo libanês aos bombardeamentos de segunda-feira... ...


Senado italiano volta a retirar imunidade a Matteo Salvini
Matteo Salvini, ex-ministro do Interior italiano e líder do partido anti-imigração La Lega, vai ser ouvido em dois tribunais diferentes, ambos na Sicília, depois de o Senado ter votado, pela segunda vez, a favor do fim da sua imunidade parlamentar....


ONU denuncia abusos de oficiais norte-coreanos a dezenas de mulheres repatriadas
Dezenas de mulheres que saíram da Coreia do Norte para procurar trabalho foram vítimas de abusos por parte de elementos das forças de segurança norte-coreanas, forçando-as a regressar......

 




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News