Rondônia, - 10:03

 

Você está no caderno - Coronavírus
Coronavírus
Ji-Paraná ultrapassa mil casos da Covid com 18 mortes
Leitos de UTIs, nas cidades de Ji-Paraná e Cacoal, nas redes pública e particular, estão próximos dos 80% de ocupação
Publicado Sexta-Feira, 31 de Julho de 2020, às 16:48 | Fonte Correio Popular 0

 
 

 

Ji-Paraná ultrapassou os 1000 casos positivos do novo coronavírus (Covid-19) e a pandemia segue em curva ascendente, segundo boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa). A ocupação total dos leitos de UTIs (em Ji-Paraná e Cacoal) pode reclassificar a cidade no Plano Todos Por Rondônia.

Na terça-feira (28), a Semusa divulgou que 1007 pessoas testaram positivo para a doença. Na segunda-feira (27), o número de infectados era 959. Foram 48 novos casos em 24 horas. A média diária subiu de 10 para 25 contaminações na última semana.

Em duas semanas, o total de óbitos foi de 12 para 18, que representa um aumento de 50%. Em março (quando foi registrada a primeira morte) até junho, 10 óbitos tinham sido registrados. Segundo levantamento do CP, os seis leitos de UTIs, contratados pelo Governo de Rondônia no Hospital Cândido Rondon, estão ocupados. Quatro pacientes do município estão em leitos de terapia intensiva em Cacoal.

São considerados dois índices para reclassificação de fase: o da taxa de crescimento de casos ativos e a proporção de leitos de UTI Adulto da macrorregião, na rede pública estadual e municipal. O período de análise dos dados para mudança de fase continua sendo de 14 dias.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Rafael Papa, a Macrorregião 2, da qual integram Ji-Paraná e outros 30 municípios, até terça-feira (28), tinha uma taxa de ocupação dos leitos de UTIs em 76,6%. Portanto, próxima da reclassificação municipal de fase.

Pelo ranking da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), Ji-Paraná se mantém na sexta posição entre os municípios rondonienses mais afetados pela Covid-19. Os primeiros da lista são as cidades de Porto Velho, Ariquemes, Guajará-Mirim, Vilhena e Jaru.

Fonte: Assessoria

 







Veja também em Coronavírus


Relações familiares em tempos de quarentena que nunca acaba
Tolerância. ''Com o isolamento social, o que poderia não irritar tanto agora pode levar à perda da paciência com mais facilidade'', lembra a Monja Coen ...


Itajaí terá que explicar ao TCE sobre a distribuição de ivermectina
A prefeitura tem prazo de cinco dias para repassar as explicações; a cidade contabiliza 50 óbitos e 2.194 casos confirmados da Covid-19...


Em equilíbrio, sistema imune é arma contra Covid-19 e outras doenças
A defesa do corpo começa com a resposta imune, iniciada quando as células identificam o material genético do patógeno recém chegado ...


'Acho que cometi um erro': o homem que morreu após ir a uma 'festa de covid', segundo médica
Encontros seriam realizados nos moldes das 'festas da catapora', que eram comuns até meados dos anos 1990...

 




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News