Rondônia, - 01:35

 

Você está no caderno - Tecnologia e Vida Digital
Tecnologia e Informação
Cientistas detectam dois tipos do Sars-Cov-2 em felinos do zoológico de NY
Achado foi feito pelo sequenciamento genético do vírus retirado de tigres e leões infectados em março e que desenvolveram sintomas leves da doença...
Publicado Segunda-Feira, 27 de Julho de 2020, às 16:38 | Fonte Olhar Digital 0

 
 

Pesquisadores dos EUA descobriram duas linhagens diferentes do novo coronavírus em felinos do zoológico do Bronx, em Nova York. Para tal, os cientistas sequenciaram o material genético dos vírus retirados dos animais. 

A variação entre eles sugere que a infecção tenha tido origens diferentes em cada um dos espécimes em cativeiro. Segundo o estudo, o tipo 1 do vírus se espalhou em leões e tem sua origem desconhecida. Já o tipo 2 se propagou em tigres, possivelmente pelo contato com cuidadores, já que as análises genéticas indicaram similaridades entre as cepas encontradas nos animais e humanos.

A descoberta foi publicada na última quinta-feira (23) como prévia (pré print) e ainda aguarda a revisão por pares, método que permite a avaliação de manuscritos submetidos às revistas científicas por especialistas independentes.

Animais e humanos infectados
O zoológico nova-iorquino reconheceu em março deste ano que quatro tigres e três leões apresentaram sintomas leves de Covid-19 e todos os animais foram submetidos ao teste RT-PCR (cotonete) para o diagnóstico da infecção.

Além de identificarem o RNA ("DNA" do vírus) nas secreções dos sete felinos, os pesquisadores encontraram traços do Sars-Cov-2 nas amostras de fezes dos animais. 

Quatro funcionários do Zoológico do Bronx também chegaram a relatar sintomas leves da doença, que incluíam febre, tosse, calafrios, dores musculares e cansaço. Segundo o estudo, apenas os quatro foram submetidos a testes e foram isolados do trabalho após surgirem os sintomas.

Infecção em cachorro
Em 28 de fevereiro, exames em um cão da raça spitz alemão em Hong Kong também detectaram a presença do novo coronavírus, segundo um porta-voz do Departamento de Agricultura, Pesca e Conservação do território semi-autônomo da China.

Os níveis detectados no cachorro eram baixos, e o animal não apresentou sintomas. O animal morreu pouco tempo depois, mas a causa da morte não foi identificada pois a proprietária não autorizou a autópsia.

Um mês depois, um segundo cachorro, da raça pastor alemão, recebeu dianóstico positivo para Covid-19. Ele foi colocado em quarentena junto com outro cachorro, sem raça definida, que vive na mesma casa.

Vale destacar que, até o momento, não há evidências de que o coronavírus possa ser transmitido por animais.







Veja também em Tecnologia e Vida Digital


iPhone 12 vendeu o dobro do iPhone 11 nos primeiros dias, estima analista
Ming-Chi Kuo afirma que novo modelo deve ser o responsável por cerca de 40 a 45% das vendas. ...


Ultrapassados? Aviões da Boeing utilizam disquetes até hoje
Inspeção no Boeing 747-400 encontrou oito unidades de disquete na cabine de comando; discos são utilizados para armazenar informações importantes de voo......


Carro popular indiano vira elétrico e ganha torque superior a um Ford F-150
Northway Motorsports foi a responsável pela transformação de um Maruti 800 de 2014; carro ganhou motor de indução com torque seis vezes mais potente que o de fábrica...


Netflix afrouxa restrição contra usuário de VPN, mas ainda limita catálogo
Empresa barrava totalmente acesso aos usuários detectados com VPN, mas agora passa a liberar o catálogo global...

 




 
Pub
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News