Rondônia, - 01:13

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
Trudeau considera “histórico” o número de mulheres no Congresso norte-americano
Congresso eleito na terça-feira, que entrará em funções em janeiro de 2019, terá um número recorde de mulheres, com pelo menos 117 já eleitas, de acordo com a contagem do Center for American Women and Politics
Publicado Quinta-Feira, 8 de Novembro de 2018, às 05:16 | Fonte Expresso 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=356470&codDep=24" data-text="Trudeau considera “histórico” o número de mulheres no Congresso norte-americano

  
 
 

DREW ANGERER/GETTY


O primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, que fez da luta pela igualdade de género um pilar da sua política, saudou nesta quarta-feira os vizinhos norte-americanos pelo número "histórico" de mulheres eleitas na terça-feira para o Congresso. "Quero primeiro felicitar todos os candidatos e toda a gente que participou nas eleições norte-americanas ontem", declarou Trudeau à imprensa, à chegada ao Parlamento federal, em Otava.

"Quero evidentemente sublinhar que é histórico o número de mulheres que foram eleitas nestas eleições ontem e dizer que estamos desejosos de continuar a trabalhar com o Congresso norte-americano sobre as questões que são importantes para o Canadá e para o mundo", acrescentou o dirigente liberal.

O Congresso eleito na terça-feira, que entrará em funções em janeiro de 2019, terá um número recorde de mulheres, com pelo menos 117 já eleitas, de acordo com a contagem do Center for American Women and Politics. Os norte-americanos, que foram às urnas para renovar a Câmara dos Representantes e um terço do Senado, elegeram 95 mulheres para a câmara baixa do Congresso e 12 senadoras, que se juntam às dez que se mantêm no cargo. O Congresso será, assim, 22% feminino.

Um ano após o movimento #MeToo de denúncia da violência sexual, candidatou-se um número recorde de mulheres, em particular nas fileiras da oposição Democrata. Entre as que mais se destacaram, estão as Democratas do Kansas, Sharice Davids, e do Novo México, Deb Haaland, que se tornaram as primeiras congressistas ameríndias, e também as Democratas Ilhan Omar e Rashida Tlaib, respetivamente do Minnesota e do Michigan, que se tornaram as primeiras mulheres muçulmanas eleitas para a Câmara dos Representantes dos Estados Unidos.

Em Nova Iorque, Alexandria Ocasio-Cortez, ex-empregada de mesa de um restaurante mexicano, tornou-se, aos 29 anos, a mais jovem congressista alguma vez eleita.

O novo Congresso dos Estados Unidos terá a missão de ratificar o novo Acordo de Comércio Livre Norte-Americano, concluído a custo no final de setembro entre Washington e Otava. Quando subiu ao poder, há três anos, Justin Trudeau formou o primeiro Governo paritário da história do Canadá, explicando a sua iniciativa com uma frase que se tornou célebre: "Porque estamos em 2015!".

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em INTERNACIONAL


Primeira grande entrevista ao presidente de Angola: “São conhecidos os que traíram a pátria”
João Lourenço, que visita Portugal na próxima semana, desafia José Eduardo dos Santos a denunciar corruptos. ...


“Coletes amarelos” provocam caos em França
Movimento “cidadão”contra aumento dos preços dos combustíveis, inédito e sem controlo político ou sindical, bloqueia mais de dois mil locais em todo o país. Ao meio do dia, números oficiais registavam um morto, 47 feridos, três deles em estado grav...


França. Manifestante morre em bloqueio dos “coletes amarelos” em Sabóia
Uma manifestante dos “coletes amarelos” morreu esta manhã em Sabóia, no sudeste de França. A mulher foi atropelada por uma condutora que levava a filha ao médico e, num momento de pânico, avançou com o carro contra os manifestantes dos ''coletes am...


124 mil “coletes amarelos” barram estradas francesas. Protestos já causaram um morto e 47 feridos
Ministro do Interior francês diz que nível de alerta e preocupação é “máximo”. Protestos contra o aumento dos combustíveis já causaram a morte de uma manifestante e fizeram 47 feridos, três deles em estado grave...

 


ADS NEWS 3




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News