Rondônia, - 00:53

 

Você está no caderno - Notícias da Amazônia
Abrace os Rios da Amazônia
Campanha ‘Abrace os Rios da Amazônia’ quer melhorar o saneamento no rio Tucunduba
Objetivo é arrecadar doações para realização da “Expedição Tucunduba” em Belém. Organização promove ações para que a população reconheça o Tucunduba como rio e pare de poluir.
Publicado Terça-Feira, 30 de Outubro de 2018, às 15:14 | Fonte Amazonia.org.br 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=355993&codDep=38" data-text="Campanha ‘Abrace os Rios da Amazônia’ quer melhorar o saneamento no rio Tucunduba

  
 
 

Canal do Tucunduba não é reconhecido como rio pela população de Belém. — Foto: Ivan Duarte/ O Liberal

 

A Organização Social Ame o Tucunduba (AME) promove até o dia 27 de novembro a campanha ‘Abrace os Rios da Amazônia’, que tem o objetivo de arrecadar doações para realização de quatro edições da “Expedição Tucunduba”, em Belém. Essa é a segunda edição da campanha, que em 2017 arrecadou R$ 1,2 milhão e mobilizou mais de 4 mil doadores.

A bacia hidrográfica do Tucunduba se encontra em área periférica e apresenta os piores indicadores de planejamento urbano do município. Saneamento, fornecimento de água, coleta e tratamento de lixo quase não existem no local. Além disso, o Tucunduba muitas vezes não é reconhecido como um rio e por isso não é tratado de maneira mais consciente.

Diante desse cenário, a Ame o Tucunduba quer investir nos jovens para resolução desses problemas. Em 2018 a Organização foi convidada a participar da Campanha Abrace o Brasil, com a Campanha Abrace os Rios da Amazônia.

A meta é arrecadar R$ 8 mil em doações. Com o valor, será possível realizar quatro edições da Expedição Tucunduba em 2019, estimando o envolvimento de 100 jovens, e contribuir para a regulamentação da AME para potencializar o seu impacto social e colaborar no seu desenvolvimento institucional.

A Expedição Tucunduba promove o reconhecimento e a reaproximação com o curso d’água, através de oficinas práticas-teóricas e visita técnica da nascente à foz do rio. Desenvolvido desde abril de 2017, já foram realizadas seis edições, sendo ofertadas 48 horas de atividades, e envolvendo 170 pessoas.

Ame o Tucunduba

Criada em 2016, a Ame o Tucunduba acredita no potencial da juventude para transformar a realidade dos rios urbanos da Amazônia. Atualmente é uma organização formada por 8 integrantes de diversas áreas de conhecimento: oceanografia, engenharia sanitária, geologia, comunicação e arquitetura e urbanismo. A organização tem como missão realizar práticas educativas, direcionadas à juventude, para fomentar a gestão participativa na Bacia Hidrográfica do Tucunduba.

Atualmente atua com três projetos: Faça Você Mesmo, que mobiliza pessoas a serem protagonistas do desenvolvimento da sua comunidade, a partir de ações de revitalização e ativação de espaços ociosos nas margens do rio; Fala Tucunduba, um projeto de mobilização, educação e capacitação para participação social na gestão de recursos hídricos da bacia do Tucunduna; e a Expedição Tucunduba.

Mais informações sobre como ajudar a campanha na página da Ame o Tucunduba nas redes sociais ou no site.

Fonte: G1

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Notícias da Amazônia


Antropólogo destaca conquistas de índios ticuna do Alto Solimões
João Pacheco de Oliveira, que participa do I Congresso Internacional sobre Povos Indígenas em Fronteiras Amazônicas, realiza trabalhos com etnia desde 1974...


Governo prepara MP como opção se leilão da Amazonas Energia fracassar
O governo federal estuda publicar, ainda esta semana, uma medida provisória (MP) autorizando a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) a escolher uma empresa do setor elétrico para administrar a distribuidora Amazonas Energia a partir de 1º de...


Preservação da Amazônia é um assunto sério, alerta pesquisador
Para especialista, a política de preservação precisa ser pautada da forma certa, pois o impacto ambiental não atinge apenas a população local, mas todo o País...


Comunicadores indígenas contra as fake news
Em tempos de proliferação de notícias falsas via redes sociais e ameaças aos povos da floresta, Rede de Comunicadores Indígenas do Rio Negro traça estratégia para narrar suas próprias histórias...

 


ADS NEWS 3




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News