Rondônia, - 01:16

 

Você está no caderno - NACIONAL
Nacional
'Nunca mais a ditadura, o fascismo, o comunismo e o nazismo', diz Toffoli
Fala do ministro vai em desencontro do que disse na última segunda-feira, quando definiu a tomada de poder pelos militares em 1964 como um ''movimento''
Publicado Quinta-Feira, 4 de Outubro de 2018, às 19:51 | Fonte Correio Braziliense 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=355098&codDep=30" data-text="'Nunca mais a ditadura, o fascismo, o comunismo e o nazismo', diz Toffoli

  
 
 

(foto: Carlos Moura/SCO/STF)

 

Durante sessão de homenagem aos 30 anos da Constituição Federal, o presidente do Supremo Tribunal federal (STF), ministro Dias Toffoli, disse nesta quinta-feira, 4, que a função primária de uma Constituição cidadã é ecoar os gritos do "nunca mais a escravatura", "nunca mais a ditadura", "nunca mais o fascismo e o nazismo", "nunca mais o comunismo", "nunca mais o racismo" e "nunca mais a discriminação", em citação a uma fala do jurista José Gomes Canotilho.

"Os desafios existem e sempre existirão, como disse em meu discurso de posse nesta Corte, o jogo democrático traz incertezas, a grandeza de uma nação é exatamente se inserir neste jogo democrático e ter a coragem de viver a democracia", discursou Toffoli.

"Temos como guia, como farol este nosso pacto fundante, a aniversariante de 88 (em referência ao ano da Constituição) e nós, o Supremo, cada um de nós, somos e seremos os garantes deste pacto. Sofrendo e, muitas vezes até chorando, a amaremos para sempre", completou o presidente do Supremo Tribunal.

Na última segunda-feira, durante debate realizado na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, Toffoli disse que prefere definir a tomada de poder pelos militares em 1964 como um "movimento". "Não foi um golpe nem uma revolução. Me refiro a movimento de 1964", afirmou na ocasião.

Antídoto 

Mais cedo, na mesma sessão solene de homenagem à Constituição, o presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia, disse que teme o ambiente extremista destas eleições, mas ressaltou que o antídoto ao extremismo sempre será a Constituição.

"Temo o ambiente extremista que alguns querem lhe infundir (em referência às eleições). Mas o antídoto ao extremismo, venha de onde vier, é - e sempre será - a nossa Constituição", disse Lamachia, que não mencionou os nomes de nenhum candidato.

"Ao tempo em que celebramos o seu 30º aniversário, não podemos perder de vista o papel estabilizador e civilizatório que ela representa - e, apesar de todos os percalços desta quadra histórica, tem cumprido sua missão", completou o presidente nacional da OAB. 

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em NACIONAL


Ninguém acerta as seis dezenas e prêmio da Mega-Sena acumula
As dezenas sorteadas foram: 10 - 22 - 40 - 46 - 55 %u2013 58 ...


Obras de contenção no museu devem ter início nesta segunda-feira
Uma semana depois do incêndio que atingiu o Museu Nacional do Rio de Janeiro, na Quinta da Boa Vista, o prédio deverá ser cercado de tapumes para dar início às obras de contenção e procedimentos para manter a estrutura segura. ...


Mulheres na linha da frente contra Balsonaro
Milhares e milhares de manifestantes, na sua maioria mulheres, tomaram hoje as ruas de algumas das principais cidades do Brasil num enorme grito contra o candidato de extrema-direita...


Ex-catador de lixo é selecionado para estudar em Harvard
Projeto sustentável de energia solar foi selecionado pela Universidade de Harvard ...

 

ADS NEWS 2

ADS NEWS 3


:: Publicidade :::



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News