Rondônia, - 07:28

 

Você está no caderno - NACIONAL
Nacional
'Nunca mais a ditadura, o fascismo, o comunismo e o nazismo', diz Toffoli
Fala do ministro vai em desencontro do que disse na última segunda-feira, quando definiu a tomada de poder pelos militares em 1964 como um ''movimento''
Publicado Quinta-Feira, 4 de Outubro de 2018, às 19:51 | Fonte Correio Braziliense 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=355098&codDep=30" data-text="'Nunca mais a ditadura, o fascismo, o comunismo e o nazismo', diz Toffoli

  
 
 

(foto: Carlos Moura/SCO/STF)

 

Durante sessão de homenagem aos 30 anos da Constituição Federal, o presidente do Supremo Tribunal federal (STF), ministro Dias Toffoli, disse nesta quinta-feira, 4, que a função primária de uma Constituição cidadã é ecoar os gritos do "nunca mais a escravatura", "nunca mais a ditadura", "nunca mais o fascismo e o nazismo", "nunca mais o comunismo", "nunca mais o racismo" e "nunca mais a discriminação", em citação a uma fala do jurista José Gomes Canotilho.

"Os desafios existem e sempre existirão, como disse em meu discurso de posse nesta Corte, o jogo democrático traz incertezas, a grandeza de uma nação é exatamente se inserir neste jogo democrático e ter a coragem de viver a democracia", discursou Toffoli.

"Temos como guia, como farol este nosso pacto fundante, a aniversariante de 88 (em referência ao ano da Constituição) e nós, o Supremo, cada um de nós, somos e seremos os garantes deste pacto. Sofrendo e, muitas vezes até chorando, a amaremos para sempre", completou o presidente do Supremo Tribunal.

Na última segunda-feira, durante debate realizado na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, Toffoli disse que prefere definir a tomada de poder pelos militares em 1964 como um "movimento". "Não foi um golpe nem uma revolução. Me refiro a movimento de 1964", afirmou na ocasião.

Antídoto 

Mais cedo, na mesma sessão solene de homenagem à Constituição, o presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia, disse que teme o ambiente extremista destas eleições, mas ressaltou que o antídoto ao extremismo sempre será a Constituição.

"Temo o ambiente extremista que alguns querem lhe infundir (em referência às eleições). Mas o antídoto ao extremismo, venha de onde vier, é - e sempre será - a nossa Constituição", disse Lamachia, que não mencionou os nomes de nenhum candidato.

"Ao tempo em que celebramos o seu 30º aniversário, não podemos perder de vista o papel estabilizador e civilizatório que ela representa - e, apesar de todos os percalços desta quadra histórica, tem cumprido sua missão", completou o presidente nacional da OAB. 

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em NACIONAL


Vale deu remédio vencido para animais em Brumadinho, diz Ibama
Mineradora diz que nenhuma animal foi tratado com medicação vencida...


Marcos Rogério propõe mais fiscalização em barragens para evitar acidentes como Brumadinho
Não há dinheiro que traga de volta quem se foi; não há pagamento que alivie a dor de quem perdeu um ente querido......


Família faz vaquinha para tratamento de menina com doença raríssima
Menina tem uma síndrome que foi identificada em apenas 7 pessoas no mundo...


Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
O motivo da morte seriam complicações causadas por ''provável exaustão térmica'' ...

 


ADS NEWS 3




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News