Rondônia, - 05:05

 

Você está no caderno - Notícias da Justiça e do Direito
Nepotismo em São Miguel do Guaporé
MP obtém condenação de vereador pela prática de nepotismo em São Miguel do Guaporé
O Ministério Público do Estado de Rondônia, por meio da Promotoria de Justiça de São Miguel do Guaporé, obteve junto ao Poder Judiciário rondoniense a condenação do vereador Marco Antônio Ferreira, em ação de improbidade administrativa, pela prática de nepotismo.
Publicado Sexta-Feira, 10 de Agosto de 2018, às 05:31 | Fonte Ministério Público do Estado de Rondônia 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=352270&codDep=35" data-text="MP obtém condenação de vereador pela prática de nepotismo em São Miguel do Guaporé

  
 
 

 

O Ministério Público do Estado de Rondônia, por meio da Promotoria de Justiça de São Miguel do Guaporé, obteve junto ao Poder Judiciário rondoniense a condenação do vereador Marco Antônio Ferreira, em ação de improbidade administrativa, pela prática de nepotismo.

Durante a instrução processual, ficou evidenciado que o vereador Marco Antônio Ferreira, Presidente da Câmara de Vereadores de São Miguel do Guaporé, à época, nomeou o próprio irmão, Mario César Gomes Ferreira, por meio de cinco portarias designativas, em um período de dois anos, biênio no qual o condenado fora presidente da Câmara, para cargos em comissão ou funções de confiança a serem exercidos na própria Casa de Leis. Durante a época em que foi presidente da Câmara, o vereador emitiu para o irmão portarias nas funções de pregoeiro oficial, além de assessor especial, entre outras funções.

Ao acatar os argumentos do MP, o Juízo da comarca de São Miguel do Guaporé reputou por ilegal e imoral as sucessivas nomeações, ressaltando o fato de que o nomeado era subordinado direto da autoridade nomeante, afrontando a Súmula Vinculante n. 13 do Supremo Tribunal Federal, a qual veda a prática do nepotismo no âmbito da Administração Pública.

A sentença condenatória por ato de improbidade administrativa fixou a suspensão dos direitos políticos, estabeleceu multa civil no valor correspondente a 10 vezes o valor da remuneração mensal percebido pelo vereador, assim como o proibiu de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios.


 


Fonte: Ascom MPRO

 








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Notícias da Justiça e do Direito


TSE suspende Eleição Suplementar de Rolim de Moura (RO)
O pleito de Pimenta Bueno (RO) acontecerá normalmente no dia 9 de dezembro, conforme o calendário do TRE-RO...


Procurador-Geral de Justiça recebe a visita do governador eleito do Estado de Rondônia
O Procurador-Geral de Justiça do Ministério Público do Estado de Rondônia, Airton Pedro Marin Filho, recebeu a visita do governador eleito do Estado de Rondônia, coronel Marcos Rocha, na manhã desta terça-feira, 20 de novembro, no edifício-sede do ...


CNJ fecha ação contra Moro por ‘prende e solta’ de Lula
Não há indícios de que a atuação do investigado Sérgio Moro tenha sido motivada por má-fé”, segundo o ministro...


TRE-RO divulga resultado do concurso ''Mesário na Telinha 2018''
Em breve, o dia da premiação será divulgado pelo Regional...

 


ADS NEWS 3




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News