Rondônia, - 08:25

 

Você está no caderno - Notícias da Justiça e do Direito
Nepotismo em São Miguel do Guaporé
MP obtém condenação de vereador pela prática de nepotismo em São Miguel do Guaporé
O Ministério Público do Estado de Rondônia, por meio da Promotoria de Justiça de São Miguel do Guaporé, obteve junto ao Poder Judiciário rondoniense a condenação do vereador Marco Antônio Ferreira, em ação de improbidade administrativa, pela prática de nepotismo.
Publicado Sexta-Feira, 10 de Agosto de 2018, às 05:31 | Fonte Ministério Público do Estado de Rondônia 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=352270&codDep=35" data-text="MP obtém condenação de vereador pela prática de nepotismo em São Miguel do Guaporé

  
 
 

 

O Ministério Público do Estado de Rondônia, por meio da Promotoria de Justiça de São Miguel do Guaporé, obteve junto ao Poder Judiciário rondoniense a condenação do vereador Marco Antônio Ferreira, em ação de improbidade administrativa, pela prática de nepotismo.

Durante a instrução processual, ficou evidenciado que o vereador Marco Antônio Ferreira, Presidente da Câmara de Vereadores de São Miguel do Guaporé, à época, nomeou o próprio irmão, Mario César Gomes Ferreira, por meio de cinco portarias designativas, em um período de dois anos, biênio no qual o condenado fora presidente da Câmara, para cargos em comissão ou funções de confiança a serem exercidos na própria Casa de Leis. Durante a época em que foi presidente da Câmara, o vereador emitiu para o irmão portarias nas funções de pregoeiro oficial, além de assessor especial, entre outras funções.

Ao acatar os argumentos do MP, o Juízo da comarca de São Miguel do Guaporé reputou por ilegal e imoral as sucessivas nomeações, ressaltando o fato de que o nomeado era subordinado direto da autoridade nomeante, afrontando a Súmula Vinculante n. 13 do Supremo Tribunal Federal, a qual veda a prática do nepotismo no âmbito da Administração Pública.

A sentença condenatória por ato de improbidade administrativa fixou a suspensão dos direitos políticos, estabeleceu multa civil no valor correspondente a 10 vezes o valor da remuneração mensal percebido pelo vereador, assim como o proibiu de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios.


 


Fonte: Ascom MPRO

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Notícias da Justiça e do Direito


TJRO participa do Seminário Elas por Elas no STF
Uma agenda com programação iniciada no Seminário Elas por Elas, promovido pelo Conselho Nacional de Justiça, no Plenário da 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal, com discussões de temas voltados para a mulher brasileira, é cumprida hoje, (20/08), e...


MP de Rondônia promove Semana de Segurança com ciclo de palestras
O Ministério Público de Rondônia promove, a partir desta segunda-feira (20/08), em Porto Velho, a Semana de Segurança Institucional, realizando ciclo de palestras e oficinas sobre temas relacionados à proteção institucional em áreas estratégicas. ...


MP recomenda a Prefeito de Monte Negro a adoção de medidas de combate ao nepotismo
O Ministério Público de Rondônia, por meio da Promotoria de Justiça de Ariquemes, expediu recomendação ao Prefeito de Monte Negro, Evandro Marques da Silva, em que o orienta a exonerar o Secretário de Administração e Finanças do Município e a Asses...


Justiça do Trabalho conclui o pagamento do precatório do 2039 aos 1.488 técnicos administrativos vivos do ex-território de Rondônia
Os últimos alvarás foram assinados na última quinta-feira (16/08). Em despacho de sexta-feira (17) foram estabelecidas novas diretrizes para regularização dos espólios...

 

ADS NEWS 2

ADS NEWS 3


:: Publicidade :::


 
 
 
 
EMRONDONIA.COM