Rondônia, - 12:25

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
Fitch melhora perspetiva de evolução da economia de Angola de negativa para estável
Publicado Terça-Feira, 10 de Julho de 2018, às 07:07 | Fonte Observador 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=350865&codDep=24" data-text="Fitch melhora perspetiva de evolução da economia de Angola de negativa para estável

  
 
 

JUSTIN LANE/EPA

 

A agência de notação financeira Fitch melhorou a Perspetiva de Evolução da Economia de Angola de Negativa para Estável, mantendo o ‘rating’ da qualidade do crédito soberano em B, abaixo do nível de recomendação de investimento.

A revisão da Perspetiva de Evolução da Economia de Negativa para Estável reflete as melhorias na gestão do regime de câmbio e a adoção de uma ambiciosa agenda de reformas, que inclui ajustamentos nas vertentes monetária, orçamental e estrutural, que vão diminuir as vulnerabilidades externas e melhorar as finanças públicas”, dizem os analistas.

De acordo com o relatório completo de ‘rating’ sobre Angola, a que a Lusa teve acesso, a Fitch mantém Angola no ‘lixo’, ou seja, abaixo do nível de recomendação de investimento, mas sobe a avaliação que faz sobre a direção da política económica (‘outlook’), o que significa que não antecipa eventos que possam fazer descer o ‘rating’ do país.

Entre as principais razões para a melhoria da avaliação do andamento da economia, a Fitch aponta os ajustamentos externos em curso, nomeadamente o fim da taxa de câmbio fixa, a melhoria do crescimento económico, ainda que limitado, e a retoma da consolidação orçamental, salientando que o setor bancário continua a ser uma fraqueza e que os fatores estruturais do país são um constrangimento para a avaliação da qualidade do crédito.

“Os ratings de Angola estão constrangidos pela fraqueza estrutural, principalmente pelo fraco desempenho nos indicadores de desenvolvimento humanos e de governação e pelo mais alto nível de dependência de matérias-primas entre os países analisados pela Fitch”, escrevem os analistas no relatório completo.

A Fitch antevê que o crescimento económico de Angola suba de 2,3%, este ano, para 2,5% em 2019, e que o défice orçamental diminua para 5,4% este ano, depois de no ano passado ter chegado aos 6,8%.

A dívida pública aumentou para 66,6% do PIB no final do ano passado, quando era de 50,7% no final de 2015″, lembram os analistas, que antecipam que a dívida pública chegue a um pico de 67,5% no final deste ano e depois comece a cair a partir de 2019, para chegar a 2020 nos 58,7% do PIB.

“A queda na dívida reflete a expectativa de ajustamentos orçamentais, mas também será impulsionada pelo elevado nível da inflação”, que a Fitch antecipa chegar aos 25% no conjunto deste ano.

Onde a Fitch encontra mais dificuldades para a economia angolana é no setor bancário, que “continua uma fraqueza para a economia e uma fonte de implicações negativas para o crédito soberano”.

Os bancos, acrescentam os analistas, “enfrentam um ambiente operacional difícil, refletindo ventos económicos contrários, incertezas no acesso a moeda externa e uma predominância de empréstimos do Governo”.

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em INTERNACIONAL


Governo decide estender acolhida a venezuelanos
Ela foi criada para receber e redistribuir a outras partes do país venezuelanos que chegam a Roraima fugindo da crise política e econômica da ditadura de Nicolás Maduro. ...


Choque frontal entre dois autocarros faz pelo menos 22 mortos na Bolívia
Pelo menos 22 pessoas morreram e outras 37 ficaram feridas num choque frontal entre dois autocarros numa estrada que liga as regiões de Oruro e Potosi, na Bolívia....


Mais de 109 mil ninhos de tartaruga durante última época de desova em Cabo Verde
Registo foi feito na última época da desova. Em três anos, houve um grande aumento do número de ninhos de tartaruga em Cabo Verde. Especialistas dizem que se deve à boa condição das praias...


Venezuela bateu recorde de protestos em 2018
Foram 35 protestos por dia, um aumento de 30% face ao ano anterior. Organização Não Governamental diz que populção saiu à rua sobretudo por colapso dos serviços básicos e exigências laborais...

 


ADS NEWS 3




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News