Rondônia, - 22:47

 

Você está no caderno - Polícia
operação ciranda
Alvo da operação foi o desvio de recursos do transporte escolar fluvial em Porto Velho
A ação visa desarticular esquema que desviava recursos de contratos do transporte escolar fluvial, por meio de conluio e prática de preços abusivos.
Publicado Terça-Feira, 29 de Maio de 2018, às 11:36 | Fonte da Redação 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=349119&codDep=22" data-text="Alvo da operação foi o desvio de recursos do transporte escolar fluvial em Porto Velho

  
 
 

Radar Amazônico

O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) participam, nesta terça-feira (29), da Operação Ciranda, em Porto Velho (RO). Realizada em parceria com a Polícia Federal (PF) e o Ministério Público Federal (MPF), a ação visa desarticular esquema que desviava recursos de contratos do transporte escolar fluvial, por meio de conluio e prática de preços abusivos.

Entre os anos de 2014 a 2018, os recursos envolvidos na contratação da empresa alcançam o montante de R$ 33,5 milhões, sendo apontado superfaturamento dos preços do contrato de transporte fluvial da ordem de 426%, correspondendo a R$ 20 milhões.

As investigações indicam que as empresas de um mesmo grupo participavam de licitações para a execução dos serviços de transporte escolar fluvial. Elas simulavam a concorrência perante a administração pública para a escolha da proposta mais vantajosa. A disputa era forjada, pois não efetiva competição.

A fiscalização preliminar da CGU identificou, quanto à execução do contrato, indícios de formação de cartel e conluio entre os concorrentes; a existência de sócios “laranjas”; superdimensionamento de combustível na planilha de composição de custos; armazenamento de combustível de forma irregular e em desacordo com as exigências da licitação. Ainda, verificou-se que tais fatos concorreram para celebração de um contrato superfaturado e que, posteriormente, foi reajustado em desacordo com as suas próprias cláusulas.

Com base nas informações disponíveis elaboradas pela CGU, a Polícia Federal responsável pelo inquérito e o Ministério Público Federal em Rondônia obtiveram junto à 3ª Vara Criminal da Seção Judiciária de Rondônia decretou o cumprimento de 29 mandados de busca e apreensão, 10 de prisão temporária, o sequestro de valores, veículos e imóveis.

Os mandados estão cumpridos nos municípios de Manacapuru (AM), Porto Velho (RO), Rio Branco (AC) e Recife (PE).

Autor / Fonte: CGU







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Polícia


Rondoniense é preso em MS por porte ilegal de arma e munições
O infrator, residente em Anari (RO), estava em um veículo VW Saveiro Cross e, em cima do banco do passageiro, foi encontrado um revólver calibre 38, carregado com seis munições....


Homem é preso pela PF ao tentar embarcar no aeroporto da Capital com 4,3 kg de cocaína
O passageiro teria passado pelo equipamento de raio-x do aeroporto, sendo flagrado já no interior da sala de embarque com as drogas presas junto ao corpo por fitas adesivas....


Médico que ia assumir plantão é flagrado dirigindo embriagado
O motorista confessou ter ingerido bebida alcoólica, mas não aceitou ser submetido ao teste do etilômetro, sendo, então, confeccionado um Termo de Constatação de Embriaguez...


Em 21 dias, país tem 68 casos de feminicídio e 39 tentativas
Somados feminicídios e tentativas, sete em dez casos têm o parceiro ou o ex como suspeitos, e 22% deles envolvem arma de fogo....

 


ADS NEWS 3




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News