Rondônia, - 18:24

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
Informante diz que Cambridge Analytica compartilhou dados com Rússia
Publicado Quinta-Feira, 17 de Maio de 2018, às 12:10 | Fonte Revista Exame 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=348649&codDep=24" data-text="Informante diz que Cambridge Analytica compartilhou dados com Rússia

  
 
 

Wylie: ''Existem motivos razoáveis para suspeitar que a Cambridge Analytica pode ter sido alvo da Inteligência dos serviços de Segurança russos'' (Toby Melville/Reuters)

A consultora política Cambridge Analytica compartilhou dados com companhias vinculadas à Inteligência russa e usou pesquisadores deste país, disse um informante em audiência no Congresso sobre a ingerência de Moscou na campanha eleitoral dos Estados Unidos de 2016.

Christopher Wylie, que vazou informações sobre o sequestro de dados privados de milhões de usuários do Facebook pela empresa britânica, assegurou a uma comissão do Senado que acredita que a Inteligência da Rússia teve acesso a esses dados.

Ex-funcionário da consultora britânica, Wylie apontou que o pesquisador russo-americano Alexander Kogan, criador de um aplicativo para obter dados de usuários do Facebook, trabalhava ao mesmo tempo em projetos financiados pela Rússia.

“Isso significa que, além dos dados do Facebook aos quais a Rússia teve acesso, existem motivos razoáveis para suspeitar que a CA (Cambridge Analytica) pode ter sido alvo da Inteligência dos serviços de Segurança russos, e que os serviços de Segurança russos podem ter sido informados da existência dos dados do Facebook da CA”, informou Wylie em seu depoimento escrito.

Acrescentou que a Cambridge Analytica “usou pesquisadores russos para coletar seus dados, abertamente compartilhou informações sobre ‘campanha de rumores’ e ‘inoculação de atitude’ com companhias e executivos vinculados à agência de Inteligência russa FSB”.

A audiência faz parte de uma ampla investigação dos dois lados do Atlântico sobre o uso indevido de dados do Facebook pela consultora britânica que trabalhava para a campanha de Donald Trump durante as eleições de 2016.

Segundo informou o New York Times na terça-feira, o FBI e a Justiça americana investigam a Cambridge Analytica por um possível crime penal.

Contudo, o jornal não esclareceu se essa investigação está relacionada com a que é realizada pelo procurador especial Robert Mueller sobre se houve conluio entre a equipe de campanha de Trump e a Rússia.







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em INTERNACIONAL


Venezuela. Partido da oposição diz que deputado detido foi morto, autoridades dizem que se suicidou
Fernando Albán foi detido na sequência do que as autoridades afirmam ter sido uma tentativa de assassínio com drones contra o Presidente Nicolás Maduro, em agosto. O procurador-geral afirmou que Albán “pediu para ir à casa de banho e, quando lá che...


Novas tecnologias podem ajudar vidas mas aumentar desigualdade, alerta ONU
Um relatório da ONU, divulgado na segunda-feira, avalia como as tecnologias de ponta podem ser usadas para atingir as metas das Nações Unidas para 2030: erradicar a pobreza extrema, preservar o meio ambiente e promover o crescimento económico...


Venezuela. Engenheiro português assassinado em Caracas
Um engenheiro português de 36 anos foi assassinado em Caracas por vários homens armados e por motivos ainda desconhecidos, noticiou a imprensa local....


Guarda Costeira espanhola resgata 468 migrantes no mar
A Guarda Costeira espanhola resgatou 468 migrantes de 10 embarcações no estreito de Gibraltar, além de outras 52 pessoas a bordo de mais duas que chegaram a terra em Chiclana de la Frontera (Cádis)....

 

ADS NEWS 2

ADS NEWS 3


:: Publicidade :::



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News