Rondônia, - 22:34

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
Rússia dá luz verde a inspetores de armas químicas na Síria
Publicado Terça-Feira, 17 de Abril de 2018, às 05:49 | Fonte Expresso 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=346936&codDep=24" data-text="Rússia dá luz verde a inspetores de armas químicas na Síria

  
 
 

HAMZA AL-AJWEH / GETTY IMAGES

Douma é a maior cidade da região de Ghouta Oriental, nos arredores de Damasco, capital da Síria

 

Os inspetores de armas químicas na Síria têm autorização para visitar o local do alegado ataque químico esta quarta-feira. A luz verde foi dada pela Rússia à equipa internacional que se encontra no país desde sábado mas que não foi ainda autorizada a visitar Douma, a cidade a cerca de 10 quilómetros da capital Damasco que terá sido palco do ataque químico.

O alegado ataque de 7 de abril é negado pela Síria e pela Rússia, com as autoridades russas a apelidá-lo de “encenação”. Uma semana depois, EUA, Reino Unido e França responderam com ataques militares de retaliação contra alvos do regime sírio.

Quando chegarem ao local os inspetores da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ), terão passado 11 dias desde o ataque atribuído ao Presidente sírio, Bashar al-Assad, que visou civis e matou dezenas de pessoas. Os inspetores deverão recolher amostras de solo e outras para tentarem identificar possíveis substâncias usadas no ataque. No entanto, o enviado dos EUA para a OPAQ mostrou-se preocupado com a possibilidade de a Rússia ter visitado o local e tê-lo adulterado para impedir a investigação.

Em entrevista à BBC, o ministro russo das Negócios Estrangeiros, Sergei Lavrov, garantiu esta segunda-feira que “a Rússia não adulterou o local” e que as alegadas provas que sustentaram os ataques de retaliação foram apenas “baseadas em relatos de media e redes sociais”. O chefe da diplomacia russa juntou-se a outros responsáveis que criticaram os EUA, o Reino Unido e a França por desencadearem os ataques antes de a equipa da OPAQ conduzir as suas investigações.

Esta segunda-feira, a televisão estatal anunciou que as defesas aéreas da Síria tinham respondido a um ataque com mísseis na cidade de Homs, na parte ocidental do país. Os mísseis terão visado a base aérea de Shayrat mas a autoria dos disparos não foi referida. Já o Hezbollah, a milícia pró-iraniana, fez saber que as defesas aéreas sírias tinham intercetado três mísseis disparados contra o aeroporto militar de Dumair, a nordeste da capital. Um porta-voz do Pentágono negou perentoriamente: “Não há atividade militar dos EUA nessa área, neste momento”.

 








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em INTERNACIONAL


Autoridades do Burundi pedem à ONU para sair do país
As Nações Unidas anunciaram esta quinta-feira que as autoridades do Burundi pediram à organização para sair do país, meses após a ONU o ter considerado como um dos “matadouros mais prolíficos de humanos nos últimos tempos”...


Festival Internacional de Cinema da Praia arranca na quarta-feira na capital de Cabo Verde
Está agendado para a 5.ª edição do Plateau - Festival Internacional de Cinema da Praia um vasto programa de filmes em competição, projeção de obras e debates....


Sabe o que os chineses não gostam num carro novo?
Um estudo revela que uma das características que mais agrada aos clientes europeus ou americanos, quando adquirem um automóvel novo, é um problema para os chineses. Ford já está a cozinhar a solução....


Venezuela. Mais de 300 mil crianças precisam de proteção na Colômbia
Em comunicado, a Defensoria do Povo da Colômbia explica que “os meninos, meninas e adolescentes migrantes, especialmente os indocumentados, estão expostos a situações de alto risco e a ser vítimas de circunstâncias que põem em perigo a sua integrid...

 


ADS NEWS 3




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News