Rondônia, - 17:27

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
“Viktor, desaparece! Nós somos a maioria”: manifestação histórica na Hungria
Publicado Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, às 05:55 | Fonte Expresso 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=346863&codDep=24" data-text="“Viktor, desaparece! Nós somos a maioria”: manifestação histórica na Hungria

  
 
 

LASZLO BALOGH / GETTY

E a outra Hungria, aquela que não votou em Viktor Orbán. Segundo os organizadores, cerca de cem mil pessoas saíram para as ruas de Budapeste para contestar, na noite de sábado, a reeleição do presidente do país. Trata-se da uma das manifestações mais importantes dos últimas anos neste país da Europa Central, que tem 9,8 milhões de habitantes.

"Viktor, desaparece! Nós somos a maioria", gritava uma juventude zangada numa madrugada de primavera. Slogans hostis à maioria eleitoral de Orbán, largamente reconduzido a 8 de abril com 49,9% dos votos.

Bandeiras e faixas denunciavam a corrupção da "máfia" do partido do primeiro-ministro. Os manifestantes incentivaram os chefes da oposição a pôr de lado as suas diferenças para permitir uma união. A cólera e frustração eram palpáveis durante todo o cortejo.

"A Hungria precisa de mais democracia", afirma Aron Demeter, da Amnistia Internacional, que vê já a sua imprensa livre partir por um caminho pouco desejável, nomeadamente com os jornais da oposição a fecharem as portas.

Os manifestantes reclamavam por novas eleições mais justas e fiáveis.

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em INTERNACIONAL


Guarda Costeira espanhola resgata 468 migrantes no mar
A Guarda Costeira espanhola resgatou 468 migrantes de 10 embarcações no estreito de Gibraltar, além de outras 52 pessoas a bordo de mais duas que chegaram a terra em Chiclana de la Frontera (Cádis)....


Taxa de crescimento de Angola até 2022 não será superior a 2,8%
O economista angolano Manuel Alves da Rocha estimou que a taxa de crescimento de Angola ''não será superior a 2,8% até 2022'', comparando as previsões do Governo angolano, do FMI e do BM....


Venezuela. Engenheiro português assassinado em Caracas
Um engenheiro português de 36 anos foi assassinado em Caracas por vários homens armados e por motivos ainda desconhecidos, noticiou a imprensa local....


Venezuela. Partido da oposição diz que deputado detido foi morto, autoridades dizem que se suicidou
Fernando Albán foi detido na sequência do que as autoridades afirmam ter sido uma tentativa de assassínio com drones contra o Presidente Nicolás Maduro, em agosto. O procurador-geral afirmou que Albán “pediu para ir à casa de banho e, quando lá che...

 

ADS NEWS 2

ADS NEWS 3


:: Publicidade :::



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News