Rondônia, - 01:30

 

Você está no caderno - Ação Parlamentar
Escola Claudio Manoel da Costa
Lideranças pedem revogação de decreto que militarizou Escola Claudio Manoel da Costa
Incomodados com a falta de diálogo do governo, antes de implantar o decreto que tornou a Escola Estadual Capitão Cláudio Manoel da Costa, na Zona Sul de Porto Velho, uma escola militarizada, professores, servidores e alunos foram até a Assembleia Legislativa em busca de apoio.
Publicado Quarta-Feira, 6 de Dezembro de 2017, às 15:23 | Fonte Ale - Ascom 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=339679&codDep=53" data-text="Lideranças pedem revogação de decreto que militarizou Escola Claudio Manoel da Costa

  
 
 

 

Incomodados com a falta de diálogo do governo, antes de implantar o decreto que tornou a Escola Estadual Capitão Cláudio Manoel da Costa, na Zona Sul de Porto Velho, uma escola militarizada, professores, servidores e alunos foram até a Assembleia Legislativa em busca de apoio.

O pedido é que o decreto governamental que criou a militarização da escola seja revogado pelo governador Confúcio Moura (PMDB). Segundo eles, a medida foi imposta à comunidade estudantil, sem nenhuma discussão prévia, trazendo como efeito colateral o prejuízo aos alunos da Escola de Jovens e Adultos (EJA), que estudam à noite e com a militarização, serão afetados.

"Faltou dialogar com estudantes, professores, servidores e a comunidade, mostrando o projeto. Foi feito de 'goela abaixo' e pegou a todos de surpresa. Não somos contra as escolas militares. Se o governo quer uma escola militar na Zona Sul, que construa uma", desabafou o professor de História, José Aparecido de Oliveira, que leciona na Cláudio Manoel da Costa há dez anos.

O presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (PMDB), o deputado Léo Moraes (PTB), que já se reuniu com a comunidade escolar, e os deputados Hermínio Coelho (PDT) e Lazinho da Fetagro (PT), se reuniram com os representantes da escola.

Maurão e Léo assumiram o compromisso de levar o pedido deles ao governador, ainda nesta semana, para que revogue o decreto. "Uma saída, caso não consigamos que o Executivo revogue o decreto, seria sustar seus efeitos, com a aprovação pelo Legislativo de um projeto de resolução", explicou Léo.

A estudante do 1º ano do ensino médio do EJA, Jaqueline Costa, disse que, caso seja militarizada, a Claudio Manoel deixará de atender aos cerca de 700 alunos do período noturno, que, como ela, cursam o EJA. "Eu e meu marido estudamos lá. Se perdemos essa chance não temos como concluir os estudos. A única opção seria vir ao Centro para estudar, o que não temos condições de fazer", explicou.

 

 

ALE/RO - DECOM - Eranildo Costa Luna
Foto: Marisvaldo José 

 

 

FOTOS

 

 

 

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Ação Parlamentar


Dr. Neidson solicita urgência para início de obras de recuperação em trecho da BR 425
Em ofício ao Dnit parlamentar citou situação crítica no Km 47 e riscos aos motoristas...


Laerte Gomes cobra providências da Sedam e ICMBio sobre mortalidade de peixes no rio São Miguel
Famílias ribeirinhas que dependem da pesca são obrigadas a suspender as atividades após possível contaminação do rio...


Emenda parlamentar do deputado Anderson vai impedir fechamento de Escola em Jaru
A ordem de serviço foi assinada para a construção de um muro de aproximadamente 800 metros na escola Juscelino Kubitschek...


Assembleia Legislativa colabora com Oficina Consular instalada em Porto Velho
Deputado Lebrão explica que irmãos bolivianos precisam de apoio para regularizar documentação ...

 


ADS NEWS 3




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News