Rondônia, - 12:20
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - Usinas do Madeira
cancelamento do reajuste na tarifa de energia
Projeto de Marcos Rogério susta reajuste na tarifa de energia elétrica
Proposta apresentada nessa segunda-feira (04/12) pelo deputado federal Marcos Rogério (DEM-RO) susta os efeitos da resolução da Aneel que reajusta em 8,27%
Publicado Quarta-Feira, 6 de Dezembro de 2017, às 13:34 | Fonte Assessoria 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=339677&codDep=28" data-text="Projeto de Marcos Rogério susta reajuste na tarifa de energia elétrica

  
 
 

Proposta apresentada nessa segunda-feira (04/12) pelo deputado federal Marcos Rogério (DEM-RO) susta os efeitos da resolução da Aneel que reajusta em 8,27% as tarifas de energia da Eletrobras Distribuição Rondônia, a antiga Ceron, que passou a vigorar a partir de 30 de novembro.

Segundo o autor da proposta, o reajuste acarreta em prejuízos ao estado de Rondônia, já prejudicado pelas bandeiras amarela e vermelha, em função da ligação com o subsistema Sudeste/Centro-Oeste.

“Rondônia tem duas usinas que geram energia para abastecer cerca de 40 milhões de residências Brasil afora. Somos autossuficientes em energia e contribuímos para o abastecimento do Brasil. Não é justo que os rondonienses paguem uma conta proporcionalmente mais alta do que aquele que mora no Centro-Oeste, sendo que somos geradores de energia para o nosso estado e para muitos estados brasileiros. Isso é inaceitável, injusto, desproporcional. Isso é uma afronta a um estado que contribui com a geração de energia elétrica para todo o Brasil”, salientou Marcos Rogério.

A resolução da Aneel prevê um reajuste médio de 8,27%. No caso dos consumidores conectados à rede de baixa tensão, em geral, os mais vulneráveis nessa relação de consumo, o aumento definido foi ainda maior: de 8,84%. “Ressalte-se que no mesmo período o IPCA medido foi de apenas 2,70%, segundo a própria Agência Reguladora. Ou seja, o reajuste foi, em muito, superior à inflação”, argumentou.

O parlamentar apontou, ainda, que o reajuste da ANEEL contempla custos que não devem ser pagos pelos consumidores de energia elétrica, como tem sido reiteradamente decidido em ações judiciais. “Está clara a ilegalidade incorrida no reajuste tarifário para os consumidores de energia elétrica de Rondônia, particularmente tendo em conta a inflação praticamente nula do período e o momento econômico desfavorável do país”, concluiu.

Saiba mais sobre o PDC 862/2017 





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Usinas do Madeira


Por falha em distribuição; energia gerada em Rondônia pode deixar o Sudeste às escuras
De acordo com o ONS, o Operador Nacional do Sistema Elétrico, a limitação na energia será por tempo indeterminado, pois as concessionárias terão ainda que estudar uma nova área para instalar o equipamento....


Usina de Santo Antônio negocia energia extra em 'período crítico'
A usina de Santo Antônio, no Rio Madeira, está negociando com o Ministério de Minas e Energia uma entrega extra de energia, de 150 MW, para ''ajudar no período mais crítico''...


ENERGIA SUSTENTÁVEL DO BRASIL APOIA O “1º ENCONTRO DE MULHERES RIBEIRINHAS DO MÉDIO E BAIXO MADEIRA”
...


Agência Nacional de Energia Elétrica autoriza Santo Antônio a operar mais 2 turbinas
Com potência instalada de 3.150,4 MW, a UHE produzirá energia suficiente para abastecer 11 milhões de residências...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE