Rondônia, - 19:00
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - Notícias da Região Norte
Notícias da Região Norte
Artistas de projeção internacional ministram oficinas gratuitas de video mapping no Pará
Publicado Terça-Feira, 14 de Novembro de 2017, às 11:20 | Fonte Do G1 Pará 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=338629&codDep=71" data-text="Artistas de projeção internacional ministram oficinas gratuitas de video mapping no Pará

  
 
 

 

O Festival Amazônia Mapping (FAM) 2017 oferta cinco oficinas de arte e tecnologia na capital e em Santarém, município do oeste do estado onde o projeto aporta pela primeira vez. Artistas com trajetória internacional ministrarão os laboratórios criativos que abordam desde tópicos básicos do mapping a temas como criação de projeções interativas. As inscrições são gratuitas e estão abertas no site do evento.

A programação será realizada em Belém pela terceira edição, de 22 a 25 de novembro, com projeções inéditas na fachada do Palácio Antônio Lemos e shows a céu aberto. Santarém recebe o Festival de 28 de novembro a 1º de dezembro, com projeções no Solar Barão de Santarém e música na orla. A programação completa também está disponível no site do FAM.

O vídeo mapping é uma forma de projeção audiovisual que, aplicada a grandes estruturas, como edifícios e monumentos, permite que as imagens interajam com a arquitetura onde são exibidas, num resultado visual impactante e surpreendente. Vanguarda na região Norte do país, o FAM coloca a Amazônia na rota do mapping mundial.

Idealizada e realicada pela 11:11 Arte, Cultura e Projetos, a edição 2017 do Festival Amazônia Mapping conta com o patrocínio da Vivo via Lei de Incentivo à Cultura SEMEAR, e do Boulevard Shopping, via Lei de Incentivo à Cultura Tó Teixeira.

Oficinas

Na capital, o Festival promove três oficinas no Museu do Estado do Pará (MHEP), de 22 a 24 de novembro. Um dos artistas convidados é o mineiro Ricardo Cançado, o VJ Eletroiman, premiado no México, Hungria e Itália. Ele trabalha com o imaginário cultural popular do Brasil e apresenta um universo de ícones construídos a partir da linguagem que mescla vídeo e suportes como a fotografia e desenhos. Além de projetar na fachada do Palácio Antônio Lemos, o VJ irá ministrar a oficina “Conceitos fundamentais sobre a técnica de videomapping”.

Keila Serruya, artista visual e cineasta de Manaus (AM), ministra a oficina "Amazônia, arte e resistência: uma proposta de descolonização do olhar”. Ela abordará questão de ativismo artístico na Amazônia e a arte como ferramenta de construção de identidade cultural.

 

 

 

“A Amazônia esconde falas ainda não escutadas, a colonização obturou canais de comunicação, tradição e visualidades que passam despercebidos aos olhos de muitos”, diz Keila.

 

 

 

O cineasta, artista visual e pesquisador em novas mídias Lucas Bambozzi (MG) ministrará a oficina “Da imagem ao redor: contexto social, arquitetura e tecnologias móveis”. Envolvendo teoria e práticas associadas às chamadas mídias locativas, a oficina inclui caminhadas, conceitos de mapeamento emocional e medições auxiliadas por diferentes ferramentas, recursos e tecnologias.

 

 

 

 

Vj Vigas, referência em videomapping no Brasil, ministra ofocina sobre princípios do mapping (Foto: Divulgação)

Vj Vigas, referência em videomapping no Brasil, ministra ofocina sobre princípios do mapping (Foto: Divulgação)

 

 

 

 

Já em Santarém, serão ministradas duas oficinas na Biblioteca Paulo Rodrigues, localizada na Casa da Cultura, de 28 a 30 de novembro. Entre os convidados, o catarinense Leandro Mendes, o VJ Vigas, que é um dos maiores nomes do mapping no Brasil. Vigas desenvolve o projeto “Organismos Públicos”, que mapeia prédios seculares de cidades do Brasil e “ocupa” as fachadas com projeções criadas a partir da história de cada local e de elementos simbólicos que dizem respeito à identidade cultural daquele espaço. Ele vai ministrar a oficina “Técnicas básicas de videomapping”.

“Os alunos terão a oportunidade de conhecer o princípio básico de um projeto utilizando a técnica do videomapping, processos de produção de conteúdo, princípios técnicos e práticos de mapeamento utilizando softwares específicos”, explica Vigas.

O artista paraense Luan Rodrigues também irá compartilhar sua experiência de audiovisual. Seu trabalho parte de elementos coletados em vivências junto a etnias indígenas da região amazônica. Luan combina grafismos, imagens e sons da cultura da floresta com batidas eletrônicas. A proposta será apresentada na oficina “VJing para performances audiovisuais”, destinada a interessados em desenvolver vídeo projeções interativas para espetáculos musicais.

Serviço

Festival Amazônia Mapping 2017, em Belém, de 22 a 25 de novembro. Oficinas: Museu do Estado do Pará (MEP), dias 22, 23 e 24/11. Em Santarém, 1º de dezembro. Oficinas dias 28, 29, 30/11. Inscrições no site do festival. Programação gratuita.

 





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Notícias da Região Norte


North Lions e Nacional Cavaliers se enfrentam neste domingo pela semifinal do Campeonato Amazonense de Futebol Americano
...


Vice-governadora Nazareth Araújo recebe jovens embaixadoras do Acre
...


“A Carroça dos Sonhos” estreará no Centro de Convivência da Família Magdalena Arce Daou
...


Pachamama segue com extensa programação nesta terça-feira
...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Parceiros :::