Rondônia, - 00:56
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - Ação Parlamentar
Aplicação de recursos do Fundo Pró Leite
Comissão de Agropecuária discute propostas para aplicação de recursos do Fundo Pró Leite
Atendendo deliberação da Comissão de Agropecuária e Política Rural, uma reunião extraordinária aconteceu na tarde desta quarta-feira (2), no Plenário da Assembleia Legislativa.
Publicado Quinta-Feira, 3 de Agosto de 2017, às 10:46 | Fonte Ale - Ascom 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=333882&codDep=53" data-text="Comissão de Agropecuária discute propostas para aplicação de recursos do Fundo Pró Leite

  
 
 

 

Atendendo deliberação da Comissão de Agropecuária e Política Rural, uma reunião extraordinária aconteceu na tarde desta quarta-feira (2), no Plenário da Assembleia Legislativa. Na pauta, a aplicação dos recursos financeiros do Fundo do Pró-Leite.

O secretário da Seagri e presidente do Conselho de Desenvolvimento do Agronegócio do Leite de Rondônia (Condalron), Evandro César Padovani, assim como demais membros do conselho foram convocados para discutir o assunto e apresentar as propostas já elaboradas e em tramitação, nas instâncias do Conselho, tais como os projetos da Embrapa, Sebrae, Senar e Emater.

Inicialmente, o chefe adjunto de Transferência de Tecnologia (Transtec) da Embrapa, Frederico Jose Evangelista Botelho apresentou como proposta a Pesquisa e Transferência de Tecnologias para Pecuária de Leite em Rondônia.

Frederico explicou que o projeto se baseia na união de instituições em prol da produção de leite em Rondônia. Entre as entidades, ele citou a própria Transtec, Gepro, Cooperar, Inomercado e Investe Leite. Durante a reunião, algumas das entidades apresentaram as suas propostas dentro do projeto.

Segundo ele, Rondônia é o 8º maior produtor de leite do Brasil e o 1º da Região Norte, com uma produção de aproximadamente 800 milhões de litros por ano. No entanto, destacou que a produção é caracterizada por baixos índices de produtividade, onde os pontos críticos geram em torno do desempenho reprodutivo como fator limitante, baixo aproveitamento do potencial no uso das pastagens e baixa qualidade do leite.

Entre as soluções prontas ao alcance do produtor, a proposta da Embrapa prevê a implementação, de forma massiva, de tecnologias práticas e de fácil aplicação desenvolvidas pela Embrapa e a aplicação de tecnologias do tripé produtivo do leite.

Ao concluir a apresentação, o chefe adjunto da Transtec resumiu que o objetivo geral da proposta é realizar pesquisas científicas e ações de transferência de tecnologia para sistemas de produção de leite prevalentes em Rondônia, com foco em estratégias e ferramentas para a formação e manejo de pastagens, manejo nutricional e reprodutivo do rebanho, qualidade do leite e gestão da propriedade.

Juvenildo da Silva, gerente técnico da Gestão da Produção Leiteira (Gepro) do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), apresentou o Projeto de Gestão Mais Leite, onde a proposta é aplicar ferramentas de gestão em até mil propriedades rurais leiteiras no período de até cinco anos com o propósito de promover o aumento da produção e a lucratividade.

Carlos Machado França, analista técnico do Sebrae, apresentou o Projeto Cooperar, onde a proposta central tem como objetivo principal promover a cultura da cooperação e desenvolvimento de cooperativas e associações de produtores de leite por meio da melhoria da gestão, da organização produtiva e do fortalecimento da representatividade.

O público alvo, de acordo com o técnico do Sebrae são 15 cooperativas e associações de produtores de leite localizadas em 12 municípios do Estado, entre os quais, Ouro Preto do Oeste, Jaru, Ji-Paraná, Nova Mamoré, Urupá, Cacoal, Governador Jorge Teixeira, Espigão do Oeste, Machadinho do Oeste, São Miguel do Guaporé e Rolim de Moura.

Entre as ações propostas no projeto, França destacou o diagnóstico individualizado, seminários de sensibilização, consultoria, cursos e oficinas para aperfeiçoamento da gestão e missões técnicas.

Após ouvirem as entidades apresentarem as propostas e orçamentos dentro do projeto, os deputados Marcelino Tenório (PRP), Adelino Follador (DEM) e Laerte Gomes (PSDB) defenderam que é inviável a aprovação de um projeto de aproximadamente R$ 20 milhões sem levar em consideração a realidade da Emater que vive uma fase de completa desestruturação.

Marcelino Tenório, disse concordar que o projeto tem consistência e foi bem elaborado, mas que discorda da maneira que ele será conduzido. O deputado disse não concordar com a contratação de pessoas fora da parte pública, principalmente da Emater.

Adelino Follador defendeu o fortalecimento da Emater e o deputado Laerte Gomes ressaltou que o Estado precisa usar as ferramentas que tem e disse acreditar, que é pouco provável que o projeto seja aprovado na Assembleia Legislativa.

Representantes das indústrias defenderam que a Emater faz um excelente trabalho no Estado, mas na contramão da opinião dos deputados, a classe não concorda que a assistência técnica seja feita pelo órgão, porque segundo o setor, a empresa não consegue atender os mais de 30 mil produtores no Estado.

O deputado Lazinho da Fetagro (PT) disse que a necessidade de desenvolver mecanismos para melhorar o setor produtivo do leite é um fato e afirmou concordar com alguns aspectos do programa apresentado, porém também defendeu a reestruturação da Emater e sugeriu a criação de um núcleo específico para o setor dentro da empresa.

Para o deputado, é preciso dividir ações em núcleos, assim como é a cadeia produtiva existente e se isso não acontece hoje é em razão da falta de políticas públicas voltadas ao setor produtivo.

Em resumo, para a Comissão o ideal é a que a gestão dos recursos do Fundo Pró-Leite seja de responsabilidade da Emater, para que a empresa potencialize seus técnicos e possa trabalhar em prol do agronegócio e alavancar o setor produtivo rondoniense. Como encaminhamento final, Lazinho da Fetagro informou que o governo do Estado vai tentar estruturar o programa para atender o segmento como um todo.

 

ALE/RO - DECOM – Juliana Martins

Foto: Ana Célia

 

FOTOS

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Ação Parlamentar


Liberada emendas de Follador para Rio Crespo, Buritis e Ariquemes
Foram liberados, pelo governo do Estado, na quarta-feira (16), R$ 310 mil em emendas parlamentares individual de autoria do deputado Adelino Follador (DEM), o valor já está disponível para utilização dos beneficiados....


Deputados votam parecer dos candidatos ao Comitê de Combate à Tortura
Na sessão ordinária da última quarta-feira (9), que foi transformada em Comissão Geral, os deputados, no momento presidindo os trabalhos Léo Moraes (PTB), sabatinaram seis candidatos a compor o Mecanismo Estadual para Prevenção e Combate a Tortura....


Cleiton Roque apresenta ambulâncias de Espigão do Oeste e distrito de Pacarana
O deputado Cleiton Roque (PSB), durante a manhã desta quarta-feira (16), esteve no almoxarifado da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) e apresentou as três ambulâncias que serão entregues para o município de Espigão do Oeste....


Anderson do Singeperon agradece Sesau por ambulâncias que atenderão Espigão do Oeste
Na sessão ordinária desta quarta-feira (16), o deputado Anderson do Singeperon (PV), usou a tribuna para agradecer o empenho da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) na liberação das três ambulâncias adquiridas por meio de emenda parlamentar de aut...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
350x90
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE