Rondônia, - 19:07
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - Polícia
segurançacooperação para combater crime organizado
Porto Velho: Penitenciária Federal e NOA reafirmam cooperação para combater crime organizado
A Penitenciária Federal de Porto Velho (PFPV) tem buscado implementar mecanismos que possam tornar a sua segurança ainda melhor. Nas ultimas semanas, uma ação realizada em pareceria entre a PFPV e o Núcleo de Operações Aéreas (NOA)
Publicado Sexta-Feira, 7 de Julho de 2017, às 11:19 | Fonte Assessoria 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=332362&codDep=22" data-text="Porto Velho: Penitenciária Federal e NOA reafirmam cooperação para combater crime organizado

  
 
 

A Penitenciária Federal de Porto Velho (PFPV) tem buscado implementar mecanismos que possam tornar a sua segurança ainda melhor. Nas ultimas semanas, uma ação realizada em pareceria entre a PFPV e o Núcleo de Operações Aéreas (NOA) da Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (SESDEC) realizou vários voos para atualizar o levantamento de possíveis áreas sensíveis no perímetro de segurança da Penitenciária Federal. A ideia é antecipar-se a qualquer tentativa de ação criminosa e estar integralmente preparado para repelir com rapidez e eficiência qualquer tipo de iniciativa do crime, como tentativas de fugas, resgates ou atentados.

Agentes Federais de Execução Penal sobrevoaram o entorno da PFPV com a equipe do NOA, realizando o levantamento dos pontos mais sensíveis, no dia 23 de junho deste ano. A operação serviu também para reforçar a parceria que existe entre o Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN), que é responsável pela administração do Sistema Penitenciário Federal (SPF), e o Governo do Estado de Rondônia. As aeronaves do NOA serão utilizadas também em escoltas de maior risco ao SPF, garantindo assim maior segurança as operações que envolvem transporte de presos.

 

O SPF

Fundado em 2006, o Sistema Penitenciário Federal (SPF) foi criado para custodiar os líderes das principais facções criminosas do Brasil. O objetivo era reduzir a influência dos "cabeças" dessas organizações, que mesmo presos, continuavam exercendo liderança sobre a massa carcerária e sobre os criminosos que estão nas ruas. As prisões têm capacidade para 208 presos, todos mantidos em celas isoladas, monitorados por mais de 240 câmeras. Tal rigor tem demonstrado seus resultados positivos. Em 11 anos, nunca houve fugas, rebeliões ou entradas de objetos ilícitos.





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Polícia


Operação envolvendo Incra, PF, MPF e Polícia Militar restituiu ao órgão agrário quatro lotes no Cone Sul
Operação envolvendo o Incra, a PF, o MPF e a Polícia Militar restituiu ao órgão agrário quatro lotes irregularmente ocupados nos assentamentos Maranatá e Zé Bentão, antiga fazenda Santa Elina...


Polícia Civil faz alerta sobre ''golpe'' em Porto
A Polícia Civil do Estado de Rondônia, por meio da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO), finalizou nesta semana uma investigação (Inquérito Policial nº 27/2017 - DRACO), de quase 03 (três) meses...


Detran-RO distribui equipamentos de segurança para reeducandos
O Departamento Estadual de Trânsito de Rondônia (Detran-RO) por acreditar na recuperação e reinserção dos indivíduos......


Resultado da Operação Lei Seca
A Operação realizada em parceria com a Polícia Militar (PM) tem o objetivo auxiliar na redução dos índices de acidentes inibindo a direção em conjunto com o consumo de bebida alcoólica....

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Parceiros :::