Rondônia, - 04:58
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - Polícia
corrupção e fraude em mato grosso
Mato Grosso: Ex-governador e mais 4 são alvos de operação por fraude de R$ 7 milhões
Operação Sodoma, que está na 5ª fase, é feita em MT, SC e Distrito Federal. Grupo é investigado em fraude com 2 empresas entre 2011 e 2014.
Publicado Terça-Feira, 14 de Fevereiro de 2017, às 08:42 | Fonte Do G1 MT 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=321613&codDep=22" data-text="Mato Grosso: Ex-governador e mais 4 são alvos de operação por fraude de R$ 7 milhões

  
 
 

Ex-governador e mais 4 são alvos de operação por fraude de R$ 7 milhões em Mato Grosso (Foto: Assessoria/Polícia Civil de MT)

O ex-governador de Mato Grosso, Silval Barbosa (PMDB), e quatro ex-secretários dele foram presos na 5ª fase da Operação Sodoma, realizada na manhã desta terça-feira (14) pela Delegacia Especializada de Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública. De acordo com a Polícia Civil, os suspeitos são investigados em fraudes de licitação, corrupção, peculato e organização criminosa em contratos com uma empresa de informática e um posto de combustível.

Os alvos dos mandados de prisão são: Valdisio Juliano Viriato (ex-secretário-adjunto de Transportes, Francisco Anis Faiad (ex-secretário de Administração), Silval da Cunha Barbosa, Sílvio César Corrêa Araujo (ex-chefe de gabinete de Silval Barbosa), José Jesus Nunes Cordeiro (e ex-secretário adjunto de Administração). O G1 ainda não localizou os advogados dos suspeitos.

Silval Barbosa (PMDB) se negou a responder pergunta na CPI, mas se disse 'angustiado'. (Foto: Renê Dióz / G1)Segundo a Polícia Civil, as duas empresas, juntas, receberam aproximadamente R$ 300 milhões, entre os anos 2011 a 2014, do governo de Mato Grosso por meio de licitações fraudadas. Com o dinheiro desviado, as empresas fizeram pagamento de propinas em benefício da organização criminosa no montante estimado em mais de R$ 7 milhões. Silval Barbosa está preso no Centro de Custódia de Cuiabá (CCC), desde a primeira fase da operação Sodoma, em setembro de 2015.

A 5ª fase da Operação Sodoma investiga desvio de dinheiro público e pagamento de propinas, realizados pelos representantes das empresas em benefício de uma suposta organização comandada pelo ex-governador, Silva Barbosa.

A investigação deve cumprir cinco mandados de prisão preventiva, nove de condução coercitiva e nove de busca e apreensão domiciliar em Mato Grosso, Santa Catarina e Distrito Federal.

Conforme investigação da Polícia Civil, as empresas foram utilizadas pela organização criminosa, investigada na operação Sodoma, para desvios de recursos públicos e recebimento de vantagens indevidas, utilizando-se de duas importantes secretarias, a antiga Secretaria de Administração (SAD) e a Secretaria de Transporte e Pavimentação Urbana  (Septu), antiga Secretaria de Infraestrutura (Sinfra).

 

 

Silval Barbosa está preso desde setembro

de 2015 pela mesma operação

(Foto: Renê Dióz / G1) 








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Polícia


Polícia Civil faz alerta sobre ''golpe'' em Porto
A Polícia Civil do Estado de Rondônia, por meio da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO), finalizou nesta semana uma investigação (Inquérito Policial nº 27/2017 - DRACO), de quase 03 (três) meses...


Detran-RO distribui equipamentos de segurança para reeducandos
O Departamento Estadual de Trânsito de Rondônia (Detran-RO) por acreditar na recuperação e reinserção dos indivíduos......


Polícia Civil inicia exposição do seu trabalho no espaço alternativo nesta sexta-feira
A Polícia Civil do Estado de Rondônia inicia na próxima sexta-feira (07/07), a exposição do trabalho desenvolvido em prol da população nos últimos anos. A apresentação da Instituição será realizada no stand/container da Secretaria de Estado da Segu...


Porto Velho: Penitenciária Federal e NOA reafirmam cooperação para combater crime organizado
A Penitenciária Federal de Porto Velho (PFPV) tem buscado implementar mecanismos que possam tornar a sua segurança ainda melhor. Nas ultimas semanas, uma ação realizada em pareceria entre a PFPV e o Núcleo de Operações Aéreas (NOA)...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
350x90
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE