Rondônia, - 01:23
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - CIÊNCIA E SAÚDE
Ciência e Saúde
Material para teste do zika vírus fica preso em aeroporto dos EUA
Publicado Domingo, 31 de Janeiro de 2016, às 11:55 | Fonte Do G1, em São Paulo 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=300184&codDep=42" data-text="Material para teste do zika vírus fica preso em aeroporto dos EUA

  
 
 

 Produto seria usado por pesquisadores da USP.

Reagente precisava ser mantido a 80 graus negativos e foi descartado.
 
Pesquisadores da USP tentam descobrir os efeitos do zika vírus, mas uma parte do trabalho pode ter se perdido. A caixa de reagentes químicos, produzidos nos Estados Unidos, ficou presa num aeroporto americano na quarta-feira (27). Os testes da vacina contra a dengue, em voluntários, começam agora em fevereiro - no Hospital das Clínicas.
 
Estava tudo autorizados pelo TSA, o órgao de segurança de transporte americano. São produtos caros, avaliados em oito mil dólares. Pesquisadores da USP poderiam avançar nos estudos sobre o zika vírus, mas a pesquisa parou há dois dias por uma falta de cuidado.
 
A professora Patricia Braga foi até Estados Unidos buscar reagentes - produtos especiais - para estudar os efeitos do zika no sistema nervoso. Ela embarcou em Los Angeles, despachou o material. Quando chegou a Guarulhos, nesta quarta, ela descobriu que a caixa não tinha feito viagem. 
 
“Todas as orientações foram seguidas. E a segurança americana aprovou. Deixou passar a caixa. E, por algum motivo, eles retiraram. Me disseram que retiraram a caixa do voo, da aeronave”, disse a pesquisadora Patricia.
Os reagentes são materiais muito sensíveis que precisam ficar em temperatura de, pelo menos, 80 graus negativos. Para conservar esse frio todo durante a viagem a professora colocou gelo seco dentro da caixa. Isso seria suficiente para o transporte até o Brasil. Mas quando ela recebeu a caixa, na manhã desta sexta-feira (29), estava sem o gelo. E por isso todo o material pode ter que ir para o lixo.
 
A pesquisadora gravou um vídeo nesta sexta-feira, na hora em que um agente da Anvisa abriu o isopor, que estava sem o gelo.
 
Patricia explicou que a companhia aérea - American Airlines - conferiu tudo e pesou a caixa duas vezes antes de despachar.
 
“Os reagentes a gente vai ter que comprar tudo de novo, e o que eu não posso comprar. Eu perdi. É uma coisa tão urgente, o mundo inteiro tá querendo saber. E eu podia já estar com um resultado. Mas eu não estou”, disse Patricia.
 
Enquanto os pesquisadores trabalham nos laboratórios para buscar explicações sobre o zika, o governo do estado vai fazer – neste sábado (30) – um mutirão em 250 cidades. As informações foram dadas pelo governador Geraldo Alckmin, nesta sexta-feira. Ele anunciou a nova fase de testes da vacina contra a dengue. “Nós esperamos agora no mês de fevereiro fazer as primeiras vacinações de voluntários no Hospital das Clínicas. Então pessoas voluntárias receberão a vacina contra os quatro tipos de vírus com apenas uma dose”.
 
Os quatro tipos de vírus que governador falou são vírus da dengue. Ainda não tem vacina para o zika. Sobre o problema com os reagentes da pesquisadora da USP, a companhia American Airlines lamentou o ocorrido e disse que a caixa ficou retida por problemas na etiquetagem.





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em CIÊNCIA E SAÚDE


7 coisas estranhas que podem acontecer enquanto você dorme
...


Treine seu cérebro: será que você consegue decifrar o código?
...


Quantas vezes o cérebro precisa ser exposto a uma palavra para aprendê-la?
...


Treine seu cérebro: qual a chance de você sair do labirinto?
...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE