Rondônia, - 00:14

 

Você está no caderno - Notícias da Amazônia
devastação na Amazônia
ONG registra aumento nos números do desmatamento na Amazônia
Segundo dados da ONG, publicados pela Folha, foram 3.322 km², contra 2.044 km² no período anterior. Não é possível extrapolar o percentual de 63%, contudo, para a taxa oficial de devastação.
Publicado Quinta-Feira, 27 de Agosto de 2015, às 16:25 | Fonte Com informações de agências / [email protected] 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=297293&codDep=38" data-text="ONG registra aumento nos números do desmatamento na Amazônia

  
 
 

Não é possível extrapolar o percentual de 63%, contudo, para a taxa oficial de devastação. Foto: Greenpeace/Divulgação

São Paulo - O sistema independente de alerta (SAD), da ONG Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), reforçam a hipótese de que o desmatamento na Amazônia tenha voltado a aumentar no período 2014-15 (agosto a julho). Os números apontam um salto de 63%.
 
Segundo dados da ONG, publicados pela Folha, foram 3.322 km², contra 2.044 km² no período anterior. Não é possível extrapolar o percentual de 63%, contudo, para a taxa oficial de devastação.
 
A taxa é calculada pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), cujo sistema Prodes emprega imagens de satélite mais detalhadas. O dado governamental foi recentemente consolidado, mas para o período anterior (2013-14). A cifra divulgada em novembro (4.848 km²) passou para 5.012 km².
 
Divergências
 
Segundo publicação da Folha, o SAD detectou, ainda, áreas desmatadas que não aparecem no Prodes, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Comparando os polígonos de terra nua, sobraram 442 km² nos mapas do Imazon sem superposição com os do Inpe.
 
A primeira explicação possível para essa outra divergência está nas nuvens. Como há muito mais imagens disponíveis do Modis, o Imazon pode escolher mais fotografias livres delas.
 
Outra hipótese é que, por essa razão ou outra, o Inpe tenha usado muitas imagens de meses anteriores –maio, por exemplo– ao início da estação de derrubada, com a diminuição de chuvas a partir de julho. Alguns desmatamentos podem ficar de fora num ano, mas aparecerão nos seguintes.
 
Uma terceira possibilidade é a própria deficiência da dupla SAD/Modis. Como as imagens têm resolução pior, os perímetros dos polígonos podem ser "arredondados" para cima, e essas superfícies artificialmente acrescentadas a eles acabariam subtraídas nas fotografias mais acuradas do Landsat.
 

  








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Notícias da Amazônia


Cônsul de Cuba para Região Norte disse que fim do ''Mais Médicos'' foi doloroso para seu país
Turcios López disse que a retirada dos profissionais do Mais Médicos foi um processo doloroso para seu país...


Bolsonaro pretende explorar reserva indígena Raposa Serra do Sol em Roraima
''É a área mais rica do mundo. Você tem como explorar de forma racional. E no lado do índio, dando royalty e integrando o índio à sociedade'', declarou Bolsonaro durante a inauguração de um colégio militar em Duque de Caxias, Baixada Fluminense. ...


Deputados querem saber do governo sobre criação de reservas em Rondônia
O objetivo, segundo os deputados, é verificar o cumprimento das legislações, tanto estadual como federal, no que se refere à criação de reservas em Rondônia....


ICMBio consegue na justiça reintegração de posse da Flona Bom Futuro
Um grupo de grileiros da região do Vale do Jamari, especializados em invasões de terras públicas e privadas, mediante a disseminação de informações falsas (desafetação, loteamento e legalização de terras invadidas no interior da Flona Bom Futuro).....

 


ADS NEWS 3




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News