Rondônia, - 01:30
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - Ação Parlamentar
ilegalidade
Assembleia Legislativa de Rondônia: MP age contra a “farra dos comissionados”
“existem questões que merecem atenção judicial quanto à composição dos quadros da ALE. Chama a atenção a, aparente, desconsideração da Casa de Leis Rondoniense
Publicado Segunda-Feira, 8 de Abril de 2013, às 10:01 | Fonte Carlos Henrique Angelo 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=288579&codDep=53" data-text="Assembleia Legislativa de Rondônia: MP age contra a “farra dos comissionados”

  
 
 

Reprodução Internet

Hermínio Coelho - presidente da ALE-RO

Assembleia Legislativa de Rondônia: MP age contra a “farra dos comissionados”
 
 
Muito elucidativa a decisão da juíza Silvana Maria de Freitas, da 2ª Vara da Fazenda Pública, sobre a Ação Civil Pública proposta pelo MP Estadual contra a Assembleia Legislativa por conta da imensidão de cargos comissionados ali ilegalmente contratados. Ela esclarece que “a pretensão do órgão Ministerial, embora com argumentos de ilegalidade, na verdade é de ver declarada inconstitucionalidade de lei estadual que  modifica o número de cargos efetivos da Assembleia Legislativa, com o fim de ampliar o número de cargos comissionados, anteriormente fixados em Resolução Normativa”.
 
“De fato – acrescentou a juíza – “existem questões que merecem atenção judicial quanto à composição dos quadros da ALE. Chama a atenção a, aparente, desconsideração da Casa de Leis Rondoniense ao princípio da investidura via concurso público, sendo inadequado, para dizer o mínimo, que de um total de 1566, apenas 412 sejam concursados e destes, apenas, 51 ocupem cargo em comissão. Isto que dizer que, na ALE, em torno de 73% de seus quadros são formados por pessoas que não ingressaram no serviço público via concurso”.
 

“Contudo, entendo que o instrumento jurídico utilizado não se mostra o mais adequado à pretensão perseguida, vez que não é admissível a utilização da Ação Civil Pública como supedâneo da declaratória de inconstitucionalidade”. Ou seja: a magistrada não bloqueou o caminho. Apenas indicou o rumo. 





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Ação Parlamentar


Comissão Especial da RO 420 prorroga trabalhos para garantir pavimentação da rodovia
Em reunião extraordinária realizada nesta quinta-feira (14), a Comissão Temporária Especial criada para atuar em defesa da pavimentação da RO 420, no trecho sentido Ariquemes ao Vale do Mamoré, votou requerimento para a prorrogação dos trabalhos da...


Deputado Anderson do Singeperon recebe campeão paralímpico
O deputado Anderson do Singeperon (PV) recebeu em seu gabinete, na tarde desta quinta-feira (14), o atleta paralímpico rondoniense, Mateus Evangelista. ...


Laerte Gomes indica antecipação do feriado de 4 de janeiro
O deputado Laerte Gomes (PSDB) solicitou, por meio de indicação ao Poder Executivo, que o feriado estadual do dia 4 de janeiro, alusivo à instalação do Estado de Rondônia, seja transferido para o dia 2 de janeiro....


De autoria do deputado Léo Moraes, Lei dos Decibéis é aprovada
Após um ano de discussão e debates, a Lei dos Decibéis foi aprovada na Assembleia Legislativa de Rondônia. ...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE